13 de maio: Causa de Beatificação do Pe. Júlio Maria será encaminhada ao Vaticano



 

Tamanho da fonte    




Depois de dois anos da abertura da pesquisa sobre a vida, a obra e as virtudes do Servo de Deus Pe. Júlio Maria De Lombaerde (1878-1944), seu processo de beatificação será encaminhado ao Vaticano em 13 de maio de 2017.
 
A abertura do processo, com instauração do tribunal diocesano, aconteceu em 24 de janeiro de 2015 em Manhumirim, na Zona da Mata mineira, a 300 Km da capital. Naquela ocasião, peregrinos de vários estados participaram da cerimônia que foi presidida por Dom Emanuel Messias de Oliveira, Bispo de Caratinga-MG.
 
Após a abertura oficial, as comissões executaram minuciosa investigação segundo a metodologia própria da Congregação para as Causas dos Santos, do Vaticano. As instruções foram encaminhadas pelo Postulador, Dr. Paolo Vilotta, que reside em Roma e acompanha várias causas brasileiras, como a de Nhá Chica. Nesta primeira etapa foram colhidos documentos e depoimentos sobre o Servo de Deus e foi feito o exame de seus numerosos escritos (mais de 2 mil cartas, mais de 50 livros).
 
A Cerimônia de Encerramento da Fase Diocesana será realizada no dia 13 de maio de 2017, às 19h30, na Praça Bom Jesus em Manhumirim. Será presidida por Dom Emanuel e contará com a presença dos membros do tribunal diocesano e dos devotos. Inicialmente será celebrada a Missa e em seguida haverá o ato jurídico. Este consiste na solenidade de lacramento – mediante juramento e assinatura das atas – das urnas com três cópias dos autos do Inquérito. Uma dessas cópias fica arquivada na diocese e as outras duas seguem para Roma.
 
Na Fase Romana, todos os documentos são submetidos a estudo para avaliar se todas as medidas legais foram tomadas corretamente. Depois, é nomeado um Relator, que, junto com o Postulador, elabora a Positio (espécie de dossiê de todas as provas, testemunhais e documentais, recolhidas na fase diocesana). Concluída a Positio, ela estará sujeita à avaliação de um Congresso de Teólogos (9 componentes), os quais podem dar um parecer afirmativo, suspensivo ou negativo. Após o parecer dos teólogos, a votação será feita pelos Cardeais e Bispos e, posteriormente, pelo Papa, o qual é o único que pode emitir juízo e dar a decisão final.
 
Concluídos estes procedimentos, o Servo de Deus poderá ser declarado Venerável. Em seguida, para a Beatificação, será exigido um milagre alcançado pela intercessão do Pe. Júlio Maria.
 
Devotos
 
Para o dia 13 de maio são esperados devotos de várias regiões do Brasil. O povo de Manhumirim, que reconhece no Servo de Deus seu grande benfeitor, prepara-se para receber os peregrinos. Muitos vão até lá para agradecerem as graças alcançadas, entre as quais está um relato da cura das feridas nas pernas de uma senhora de Espera Feliz-MG, publicado em dezembro de 2016.
 
Importância Religiosa
 
Durante 32 anos no Brasil (1912-1944), o Pe. Júlio Maria residiu 16 anos nas regiões Norte e Nordeste, passando os outros 16 em Minas Gerais. Nestes locais, desenvolveu movimentos de animação da Igreja Católica. Foi conferencista aclamado pela crítica eclesiástica e civil.
 
Fundou três congregações religiosas: Filhas do Coração Imaculado de Maria, Missionários de Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento e Irmãs Sacramentinas de Nossa Senhora. Por meio das congregações, o bem iniciado pelo Servo de Deus se espalhou pelo Brasil afora. Além disso, foi escritor profícuo. Publicou livros sobre os mais diversos temas. É fundador da Gráfica e Editora O Lutador, com sede em Belo Horizonte-MG. Seu periódico “O Lutador” circula ininterruptamente há quase 90 anos.
 
Importância Civil
 
Além de preocupado com as questões religiosas, o Pe. Júlio Maria foi propulsor do desenvolvimento social das cidades pelas quais passou. Em Macapá – onde se deu o início de sua missão no Brasil – foi professor, médico, farmacêutico. Fundou escolas e bandas de música para os jovens.
 
Em Manhumirim, edificou o Ginásio Pio XI (obra marcante da arquitetura da cidade, em harmonia com o Seminário Apostólico e a Matriz), o Colégio Santa Teresinha, o Patronato Santa Maria (projeto social para crianças), o Asilo São Vicente de Paulo e o Hospital São Vicente (hoje, Hospital Pe. Júlio Maria). Todas estas obras, até hoje, continuam oferecendo oportunidades e melhoria de qualidade de vida para a população.
 
Manhuacunews
 
Envie notícias, fotos e vídeos para o nosso WhatsApp (33) 99906-5656













}