2º Café Literário destaca a presença dos imigrantes em Manhuaçu



 

Tamanho da fonte    




Na manhã desta quarta-feira, 28/06, a Secretaria de Cultura e Turismo da Prefeitura de Manhuaçu realizou 2º Café Literário, evidenciando o tema ‘Imigrantes’. Com a presença de turmas de estudantes da EE Salime Nacif e da APAE, o evento teve em sua abertura a participação da Secretária M. de Cultura e Turismo, Gena Clara Gil Alcon, e do Presidente da Adesc (Agência de Desenvolvimento do Caparaó), André Farrath. Eles conduziram as boas vindas aos educandos, e, em seguida, anunciaram o palestrante convidado, Sebastião Fernandes, membro da Academia Manhuaçuense de Letras.
 
Com quase 140 anos de emancipação, Manhuaçu registra em sua história a presença e a atuação de imigrantes europeus, que aqui se instalaram, contribuindo para o desenvolvimento comercial e a expansão em diversos setores. 
 
Em sua palestra, Sebastião Fernandes tratou deste assunto, apresentando importantes informações e respondendo aos mais variados questionamentos dos jovens. 
 
Também estiveram presentes os Acadêmicos Dr. Paulo Roberto de Magalhães Alves e a Professora Beatriz Zapallá Pimentel; Diretores de Cultura, Fabrício Santos; Udson Vicente Caldeira e Maria das Graças Cassiano Silva; Coordenadora da Biblioteca Mara Sales Goulart; Auxiliar Cleide Santaroni, e demais integrantes da equipe da Secretaria de Cultura. 
 
Também está em andamento na cidade o Projeto ‘Manhuaçu: uma terra de imigrantes’, coordenado pela ADESC, em parceria com a Prefeitura e Escolas Estaduais, visando este resgate histórico relacionado à formação sociocultural do município para a população.
 
O Café Literário é organizado na Biblioteca Municipal Professora Custódia Féres Abi-Saber, situada na Rua Monsenhor Gonzalez, no centro, ao lado da Igreja Matriz. A organização do evento já se prepara para a realização da terceira edição do ‘Café Literário’, que deverá ocorrer em Agosto, reunindo escolas e palestrantes que integram o cenário cultural da região.
 
Sebastião Fernandes
 
Sobre sua trajetória, o palestrante Sebastião Fernandes pontua que ‘especializei-me em jornalismo investigativo. Pertenci à União dos Profissionais de Imprensa do Rio de Janeiro, do Sindicato dos Jornalistas e membro da Associação Brasileira de Informação Rural.  Passei pelo extinto Correio da Manhã, fui correspondente de O GLOBO e editorialista do jornal Diário da Tarde de Governador Valadares. Em Manhuaçu, fui cofundador da Revista Dinâmica dos Fatos e primeiro redator do jornal Tribuna do Leste.  Sou membro honorário da Academia de Letras de Uruguaiana (RS) e membro fundador da Academia Manhuaçuense de Letras; ex-presidente da Fundação Manhuaçuense de Cultura.  Fui agraciado com o prêmio Sesquicentenário da Revolução Farroupilha (1987) e prêmio Cidade de Manhuaçu (1991).  Ecologista, representante do Ecoforum Brasil in Minas Gerais, mantenho o blog Turismo de Montanha no Caparaó.  Filiado ao KDP do Amazon (publicação de livros eletrônicos), e atualmente sou pesquisador da ADESC e escrevo uma coluna de cultura na Revista Mais, de Manhuaçu’.
 
Sebastião Fernandes elogiou a organização do evento e destacou ‘agradeço a presença de todos e, em especial, à Secretária de Cultura, Gena Clara, à Prefeita Cici Magalhães, ao Presidente da ADESC, André Farrath e a Coordenadora do projeto “Manhuaçu – Uma terra de imigrantes”, professora Joana Dark Souza Farrath, pela grata oportunidade que me deram de estar aqui com vocês’.  
 
Secretaria de Comunicação Social – Prefeitura de Manhuaçu