"Queremos ouvir os cidadãos", admite Fernando Pimentel durante visita em Manhuaçu



 

Tamanho da fonte    




Durante visita em Manhuaçu por toda esta quinta-feira, 13, o ex-ministro de Desenvolvimento e pré-candidato ao governo de Minas, Fernando Pimentel, deixou claro que neste primeiro contato, o objetivo é ouvir a população. A “Caravana da Participação: a gente quer saber o que é melhor pra você” teve como meta reunir lideranças empresariais, vereadores, prefeitos, políticos, cafeicultores e diversos representantes de cidades da região.

Fernando Pimentel chegou no aeroporto regional de Santo Amaro de Minas. Em seguida almoçou com lideranças no Manhuaçu Shopping, onde permaneceu para entrevista coletiva.  

“A primeira necessidade do povo mineiro é ser ouvido. Os agentes públicos têm que sair do conforto de seus gabinetes e vir até o povo, ouvir as demandas dos trabalhadores e dos moradores de todas as regiões. As manifestações das ruas, no ano passado, mostraram essa carência”, disse durante a sabatinada.

Fernando Pimentel esclareceu o motivo de escolher Manhuaçu para a visita. “Aqui tem uma característica importante do ponto de vista econômico, cultural e geográfico. É uma região com realidades distintas do Estado e tem algo que simbolicamente é muito importante, que é a Serra do Caparaó com o Pico da Bandeira, que, durante muitos anos, foi o ponto mais alto do Brasil e ainda é o mais alto ponto de Minas Gerais. Existe um lado simbólico também nisso. Estar aqui quer dizer que enxergamos longe e essa mensagem que queremos passar aos mineiros: que estamos atentos às suas demandas”, relatou.

(foto: Geilson Dangelo)Durante as reuniões promovidas em Manhuaçu, Pimentel fez questão de evitar a apresentação de propostas de governo. O foco, segundo ele, é o diálogo com a sociedade civil para elaborar, de forma coletiva, o plano de governo que será apresentado à população.

A visita do petista com a Caravana da Participação culminou com audiência pública na UBA (União Bancária Atlética), onde foram encaminhadas várias demandas apresentadas por sindicatos, associações, prefeituras e câmaras da região.

A Caravana da Participação irá percorrer todas as regiões de Minas Gerais.

(foto: Geilson Dangelo)

Geilson Dangelo