Advogado Célio Camargo recebe Medalha Desembargador Hélio Costa



 

Tamanho da fonte    




Na noite da quarta-feira, 18/04, o advogado Célio Silva Camargo foi homenageado com a medalha Desembargador Hélio Costa, concedida pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Ele recebeu a medalha e o diploma de reconhecimento das mãos do juiz de direito da comarca de Lajinha, Glauber Oliveira Fernandes. A solenidade ocorreu no Plenário do Tribunal do Júri, no Fórum Ernesto Von Rondow, em Lajinha, e foi marcada por momentos de homenagens e grande emoção.
 
Participaram do evento o presidente da 54ª Subseção da OAB/MG, Alex Barbosa de Matos; o juiz de direito da comarca de Lajinha, Glauber Oliveira Fernandes; o prefeito de Lajinha, João Rosendo Ambrósio de Medeiros e a presidente da Câmara Municipal de Lajinha, vereadora Neura da Silva Pereira, além de advogados, vice-prefeito de Lajinha, João Laurindo, vereadores, serventuários do fórum local, familiares e amigos do homenageado.
 
A honraria destina-se homenagear aqueles que venham prestando ou tenham prestado relevantes serviços ao Poder Judiciário local e que hajam por merecer especial distinção, nos termos da Resolução nº. 296/95 do TJMG.
 
O presidente da 54ª Subseção da OAB/MG, Alex Barbosa de Matos, parabenizou o agraciado pela justa e merecida homenagem. “Sem dúvida, o doutor Célio Silva Camargo, notável advogado, nosso querido e amado amigo e colega de trincheiras, nos seus 35 anos de advocacia construiu uma carreira brilhante, sólida, calcada nos mais relevantes valores éticos e morais defendidos em uma sociedade livre, justa e igualitária. Ele ensinou e tem ensinado muito a todos nós, a árdua e sagrada missão de interceder em favor do próximo”, citou.
 
Para Alex Barbosa de Matos, o homenageado despertou em centenas de estudantes o interesse pela advocacia, foi e é espelho para inúmeros advogados, justamente pelo seu compromisso com a sociedade que sempre foi além dos círculos jurídicos.
 
Ele disse, por fim, que a homenagem recebida pelo advogado Célio Camargo é muito pouco diante de tudo aquilo que ele representa para a advocacia e para a justiça em nosso Estado.
 
Informações Assessoria de Comunicação / OAB Manhuaçu













}