Arquiteto elogia proteção do Patrimônio Histórico



 

Tamanho da fonte    




A campanha da Secretaria de Cultura e Turismo de Manhuaçu, buscando a preservação de edificações históricas vem chamando a atenção das pessoas e profissionais. Na última quarta-feira, 22/11, a secretária de Cultura Mariza Klein, recebeu a visita do Arquiteto e Urbanista Carlos Eduardo Lima Marques de Oliveira (Cadú Marques), formado pela FACIG e com um escritório no bairro Bom Pastor. “A casa de cultura foi meu objeto de estudo no trabalho final de graduação, onde eu quis salientar a importância da preservação e conservação dos nossos patrimônios históricos, culturais e arquitetônicos para manter a identidade de nossas cidades”, destacou.
 
Carlos Eduardo também foi autor de um artigo focado na necessidade de conscientização da importância da preservação do patrimônio histórico. “Conservando o nosso patrimônio nós também estamos trabalhando para a qualidade visual das nossas cidades, que seria no caso essa miscelânea entre o passado e o presente porque se a gente for pensar em construções novas, além de ter um visual monótono, nós não temos história, estamos perdendo o nosso imaginário simbólico”, comentou Cadú.
 
O projeto elaborado no trabalho de conclusão de curso de graduação de Carlos Eduardo, visa agregar junto ao patrimônio do Palácio da Cultura, da Biblioteca Municipal para que fique em um só local toda a seção cultural da cidade. “Tanto funcionaria a academia Manhuaçuense de letras como também a biblioteca e o museu”, pontuou. “As pessoas poderiam ler um livro, apreciar o visual da cidade e dar mais vivência à Casa de Cultura, que hoje está com usuários e a população com acesso um pouco restrito”, completou o Arquiteto, lembrando que o local abriga relíquias de celebridades da cidade com muitas histórias intrigantes que muitos moradores sequer têm conhecimento. “A cidade já foi por 22 dias uma república independente, então só por aí a gente imagina quantas histórias intrigantes e maravilhosas que Manhuaçu tem”.
 
O Arquiteto Carlos Eduardo deixou à disposição da Secretaria de Cultura e Turismo uma cópia do seu trabalho acadêmico. “Estou à disposição da secretaria de Cultura e o que for relacionado à defesa e conservação do nosso patrimônio e disseminação da cultura eu estou à disposição”, afirmou. Sobre a obra de restauração do prédio da Casa de Cultura e o trabalho desenvolvido pela Secretaria de Cultura, Carlos Eduardo disse que está maravilhado. “Nota mil para ela (Mariza Klein), muito bacana saber dessa restauração, não descaracterizando a Casa de Cultura, saber que estamos trabalhando com profissionais qualificados e especializados, não são curiosos que estão fazendo o trabalho ali”, concluiu.
 
A secretária de Cultura e Turismo, Mariza Klein destacou estar satisfeita pelo meio acadêmico ter despertado para a causa da preservação do patrimônio cultural e histórico de Manhuaçu. Citou os estudantes do curso de Arquitetura e Urbanismo da FACIG que fizeram uma pesquisa acadêmica e registro histórico de alguns bens tombados da cidade e o trabalho de conclusão de curso e artigo do Arquiteto e Urbanista, Carlos Eduardo, que valorizam os trabalhos desenvolvidos até aqui na Secretaria.
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu
 
Envie notícias, fotos e vídeos para o nosso WhatsApp (33) 99906-5656













}