Artesanato e roda de viola na Jornada Mineira



 

Tamanho da fonte    




Roda de sanfona e viola e feira de artesanato, duas atividades inscritas pelo Governo de Manhuaçu, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, na Jornada Mineira do Patrimônio Cultural, movimentaram a noite da última sexta-feira, 18/09, na Praça Doutor Cesar Leite, atraindo a atenção de todos que estavam nas imediações.
 
Manhuaçu é uma das quinhentas cidades mineiras que participam da 5ª Jornada Mineira do Patrimônio Cultural, de iniciativa da Secretaria de Estado da Cultura, por meio do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha/MG). Com o tema “Cidades, Regiões e Patrimônio” a proposta desta edição é trazer o diálogo das cidades com suas regiões e a preservação do patrimônio como expressão cultural. 
 
A abertura da programação contou com a participação do prefeito Nailton Heringer e dos secretários de Comunicação, Senisi Rocha e de Cultura e Turismo, Mariza Klein. O vereador Cabo Anísio Gonçalves também esteve presente. O prefeito Nailton Heringer, que participou da manifestação cultural na sexta-feira, lembrou que seu governo tem feito todo esforço para resgatar a capacidade cultural do município. “Nós todos sabemos que Manhuaçu tem uma cultura imensa, é uma cidade antiga, histórica, e não tinha até no nosso governo, uma Secretaria de Cultura, o que era um equívoco tremendo porque, além de trazer cultura, traz possibilidade de divisas” – lembrou. 
 
A Jornada Mineira prossegue até o próximo dia 30 de setembro em todo o Estado. Em Manhuaçu, na próxima sexta-feira, 25, tem a Feira de Artesanato, a Folia de Reis e a roda de capoeira, tudo à partir das 18h.  No dia 30, está prevista a realização de um sarau às 15h na Biblioteca Pública Municipal Custodia Feres Abi Saber, com a participação de várias escolas.
 
Preservação do patrimônio
 
A secretária de Cultura, Mariza Klein informou que foram cadastrados de Manhuaçu para participação na Jornada Cultural a Feira de Artesanato, roda de viola e sanfoneiros, folia de reis e roda de capoeira. A primeira apresentação foi da roda de Capoeira, no mês de agosto, dia 29, na Praça Cordovil Pinto Coelho. “A Jornada Cultural é muito importante para o município porque ela serve como pontuação para o ICMS Cultural e por isso fiz as inscrições porque são parte do nosso patrimônio cultural” – destacou a Secretária. Mariza Klein lembrou que os recursos que forem repassados por meio do ICMS Cultural só podem ser utilizados para preservação do patrimônio.
(foto: Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu)
 
“Alegria, entusiasmo”. Assim o prefeito Nailton Heringer se referiu à roda de viola e sanfoneiros, que incluía homens, mulheres e crianças. “É muito interessante olhar para essas crianças e ver que estão aqui tocando sanfona e viola, estão aqui participando, porque houve um interesse, houve alguma coisa cultural que chamou a atenção deles”. Nailton convocou a população para participar das rodas culturais. “Nós descobrimos talentos e a prefeitura está fazendo essa ponte entre o público e aquele que quer mostrar o seu talento. Por isso estamos fazendo parte desse circuito, esse é o nosso sonho, dar visibilidade à cidade através da cultura” - afirmou. 
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu













}