Associação de Moradores do Bairro Alfa Sul discute situação das autoescolas



 

Tamanho da fonte    




Depois que a reportagem mostrou a dificuldade enfrentada pelos candidatos à Carteira Nacional de Habilitação (CNH), instrutores e até mesmo dos examinadores do Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais (DETRAN/MG) devido a falta de banheiro no local, a Associação de Moradores do Bairro Alfa Sul (AMASUL) reagiu, para evitar que seja construído o banheiro na praça, onde os candidatos se concentram para serem examinados.
 
Para ampliar a discussão a respeito do problema, a diretoria da associação convocou os proprietários de autoescolas para uma reunião sobre o que deve ser feito. Na terça-feira, 30, os representantes das autoescolas estiveram reunidos com a diretoria da associação. A reunião contou com as presenças do representante da Secretaria Municipal de Obras, Milton Ferreira; moradores e o presidente do Conselho das Associações de Moradores de Manhuaçu (Coamma), Vasco Fernando Mota Rodrigues. As demais autoescolas existentes em Manhuaçu foram convidadas, porém não mandaram representantes.
 
Algumas ponderações foram feitas acerca da necessidade de se ter o banheiro para atender a necessidade dos candidatos, que vêm de outras cidades e, tantos outros que não conseguem dominar a tensão misturada a ansiedade. Embora o local ofereça mais tranquilidade aos examinandos, bem como a equipe de examinadores da Delegacia de Trânsito, a falta de estrutura, lixeiras possibilitam que o espaço fique desconfortável. Para os moradores, a presença constante de muita gente traz certo incômodo e, às vezes são obrigados a atender o pedido de muitos e, permitir que usem o banheiro residencial.  Segundo os moradores, os candidatos à CNH jogam sacolas e embalagens plásticas numa pequena reserva ecológica que está sendo criada. Com isso geram transtornos e agressões ao meio ambiente.
Candidatos à CNH não tem banheiro público à disposição no Alfa Sul (foto: Eduardo Satil)
 
Para a secretária da Associação de Moradores do Bairro Alfa Sul, Marinês Bragança, a reunião com os proprietários de autoescolas foi fundamental para encontrar uma saída para o caos. "De pouco a pouco, criou-se um desconforto devido a permanência dos examinandos no bairro por longas horas. Sem água, sem banheiro e ainda dispensam o lixo no local. Certamente, a medida adotada pela associação  e proprietários de auto escola, uma audiência será marcada com  o chefe do Poder Executivo, para que possamos discutir o assunto", destaca Marinês Bragança.
 
Um dos proprietários de autoescola, Antônio Maurício disse que a iniciativa foi um passo importante para as partes envolvidas. Segundo ele, todos reconhecem que é necessário um espaço físico para os examinandos usarem, no momento em que antecede a realização do exame. De acordo com Antônio Maurício, os  candidatos são afetados com esse problema que decorre, desde que o exame de direção passou a ser realizado no Bairro Alfa Sul. "Vamos empenhar ao máximo, para que o Executivo possa colaborar com um ponto de apoio para os alunos, que precisam do mínimo de comodidade", ressalta Antônio Maurício. 
 
Marinês Bragança e Graciliano Pereira (presidente) acreditam que a união trará bons resultados (foto: Eduardo Satil)
 
O banheiro é necessário para atender o número de candidatos, advindos de toda a região. Muitos saem de casa bem cedo, para chegarem no horário marcado pela autoescola. De acordo com o Delegado Getúlio Lacerda, responsável pela Delegacia de Trânsito, já foi possível observar que a instalação de um banheiro é extremamente necessário, não somente para os candidatos, bem como para os examinadores e outros policiais, que auxiliam nos trabalhos da banca examinadora. 
 
Uma reunião será marcada com o Executivo nos próximos dias para que seja efetivada a reivindicação da Associação de Moradores e proprietários das autoescolas.
 
Eduardo Satil













}