Atleta de Manhuaçu representa o Brasil no Madrid International Open Jiu-Jitsu



 

Tamanho da fonte    




Uma rotina pesada de treinos, são pelo menos quatro treinamentos diários, de segunda a sexta-feira. Abdicação de eventos sociais, festas, baladas, bebidas e curtição exagerada fazem parte do dia-a-dia de quem deseja entrar no rol dos grandes atletas. Isso ainda não é tudo, é necessário cuidar da alimentação e do sono, por exemplo. O manhuaçuense Cleiton Silva sabe bem que tanto esforço dá resultados e títulos. Esse mineiro coleciona medalhas e pódios, entre eles campeão brasileiro, sul-americano, pan-americano e mundial de jiu-jitsu, o que lhe garantiu uma vaga aonde só os melhores entram, o Madrid International Open Jiu-Jitsu IBJJF Championship.
 
Com apoio do Governo de Manhuaçu e da Academia de Madri, o atleta peso pena, que luta na categoria faixa marrom, embarca para a Espanha no próximo dia 17 de novembro, por três dias ficará em treinamento, e no dia 20 e 21 entra no tatame para buscar o título de melhor dos melhores. “Essa competição conta com os tops do jiu-jitsu do mundo, só os melhores que têm na atualidade estarão lá, e eu consegui uma vaga. Podem esperar o ouro, porque tenho treinado bastante, apesar de ter passado por uma lesão já voltei a treinar e vai dá para trazer o ouro. Vou lutar em duas categorias, a com quimono e a sem quimono, mesma luta usada no MMA, fui campeão nas duas aqui no Brasil” – conta o lutador.
 
Além de atleta, Claiton é empresário e professor, e todo seu treinamento é feito em Manhuaçu, na sua academia, que já prepara outros talentos para representar a cidade em diversas competições. “Meu treinamento é feito no CTC onde treino com meus alunos e com o meu professor Diego Baloto, que vem de Governador Valadares. Minha rotina de treinos é pesada, treino às 6 e 9 horas da manhã e depois às 19h30 e às 23 horas. Tenho a parceria da secretaria de Esporte e do Governo de Manhuaçu, que sempre apoiam as minhas viagens, pois para o atleta caminhar sozinho é muito complicado. Os gastos são altos, ainda mais em uma disputa internacional” - relata o campeão.
 
“Nós apoiamos vários atletas e competições esportivas, mas em relação ao Cleiton, estamos apoiando um atleta com caraterísticas de campeão, que tem participado de vários eventos e, trouxe para a cidade títulos de campeão mundial e sul-americano, o que só um atleta muito experiente consegue. Além de atleta ele é um exemplo para outras pessoas” – enfatiza o secretário de Esporte e Lazer, Victor Rocha.  
 
Celeiro de atletas
 
A cidade de Manhuaçu vem se revelando um seleiro de grandes atletas. Em quase todas as modalidades, a bandeira do município é erguida, se posicionando entre as campeãs no pódio. Estas conquistas não acontecem por acaso, são resultado de muitas horas de treino, dedicação, comprometimento e investimento aliado ao talento nato da região em produzir competidores e vencedores. Desde 2013, o governo do município busca dar condições a esses atletas de obterem os melhores resultados, seja oportunizando espaços e condições para treinamento técnico, garantindo passagens, hospedagens e patrocínios. 
 
A prática esportiva na cidade se tornou uma constante em diversas modalidades, sejam elas as mais tradicionais como o futebol, ou as mais radicais, como skate e motocross, por exemplo. “Nosso governo, nossa administração tem tratado cada vez mais o esporte com uma visão especial. São vários projetos apoiados – motocross, mountain bike, vôlei, handball, futsal, taekwondo, entre outros como o jiu-jitsu, que é o caso do Cleiton, que vai participar dessa competição internacional em Madri, enfim, todas as modalidades, não somente o futebol que temos investido mais pesado, já que é nossa vocação, mas também temos investido em outras modalidades para que Manhuaçu se torne um celeiro de atletas” – destaca o prefeito Nailton Heringer.
(foto: Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu)
 
(foto: Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu)
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu