Cadastramento Escolar é prorrogado até 26 de junho



 

Tamanho da fonte    




Foi prorrogado até a próxima sexta-feira, 26/06 o período de Cadastramento Escolar na rede pública de ensino mineira. O cadastro é um levantamento utilizado para planejar e garantir vaga ao estudante que deseja ingressar no Ensino Fundamental da rede pública em uma escola próxima de sua residência. Podem ser inscritos as crianças de seis anos ou que vão completar essa idade até 30 de junho de 2016; estudantes vindos de outras localidades ou transferidos de escolas particulares e ainda jovens que desejam retornar aos estudos no Ensino Fundamental na rede pública. O cadastramento é realizado de forma unificada nas redes municipais e estadual de ensino e é isento do pagamento de taxas.
 
A prorrogação do prazo é mais uma oportunidade para os pais ou responsáveis não perderem o período de cadastro e garantirem a vaga de seus filhos em uma escola próxima de sua casa. Vale destacar a importância do cadastramento para conhecer a demanda escolar e preparar as escolas para esses estudantes no ano letivo de 2016. Com a demanda apresentada no cadastramento, Estado e municípios fazem uma análise do fluxo escolar, da oferta de vagas e da capacidade física das escolas, podendo, dessa forma, se planejar e propor expansão dos espaços ou reorganização de turmas de modo a atender todos os estudantes.
 
"O Cadastro interessa aos pais, à sociedade e ao sistema de educação. É uma questão de organização e logística que nos permite planejar a demanda futura. Quanto mais eficiente o cadastramento, quanto mais as famílias se mobilizarem, melhor teremos condições de organizar as escolas para receber os estudantes e encaminhá-los para as unidades próximas de suas residências. Faço uma ênfase também para os jovens que deixaram de estudar e querem retornar à escola, esse é um público especial que desejamos recuperar", destaca o secretário-adjunto de Estado de Educação, Carlão Pereira.
 
No ano passado, foram cadastrados 162 mil estudantes e expectativa para este ano é de cerca de 150 mil. Esse número é uma estimativa feita a partir de levantamento populacional, que apresenta redução da taxa de natalidade nos últimos anos. Os estudantes que não se cadastrarem neste período ainda poderão se matricular no próximo ano na rede pública. No entanto, não terão a vaga garantida em escola próxima de sua residência, mas serão encaminhados para uma escola onde houver vaga remanescente.
 
Documentação
 
Para a inscrição no cadastro escolar, o pai, mãe ou responsável pelo aluno deverá apresentar original e cópia dos seguintes documentos: certidão de nascimento do candidato e conta de luz recente. Nos casos de transferência para as redes públicas ou retomada de estudos, os interessados também devem apresentar documento comprobatório expedido pela escola de origem. Os candidatos maiores de 18 anos que querem se matricular no ensino fundamental regular poderão fazer a sua própria inscrição.
 
Na Região Metropolitana e no interior do Estado, em postos de cadastramento definidos pelas comissões municipais de cadastros e matrículas. Caso não saiba onde encontrar o posto do seu município, o interessado pode procurar a Secretaria Municipal de Educação ou a Superintendência Regional de Ensino de sua localidade. O candidato cadastrado que fizer a matrícula dentro do prazo estabelecido, que será de 14 a 18 de dezembro de 2015, terá sua vaga assegurada em uma escola pública próxima à sua residência. Aquele que não se matricular no prazo previsto será encaminhado para uma escola onde houver vaga remanescente.
 
Aqueles alunos que já fazem parte da rede pública e vão permanecer na mesma escola no próximo ano não participam desse procedimento. A vaga desse estudante na instituição é garantida e a renovação de matrícula é realizada em data definida pela própria escola.
 
Assessoria de Comunicação