Câmara de Manhuaçu presta homenagem à Academia Manhuaçuense de Letras



 

Tamanho da fonte    




A Câmara de Manhuaçu entregou título de Honra ao Mérito à Academia Manhuaçuense de Letras (AML) durante solenidade do Jubileu de Prata comemorado na sexta-feira, 22/09.
 
Os vereadores José Geraldo Damasceno “Ze Rulinha” e Administrador Rodrigo Júlio concederam o título que foi assinado pelo Presidente da Câmara, Jorge do Ibéria; vice-presidente, Juarez Elói e Secretário José Eugênio. Também estiveram presentes os vereadores Giovanni Mageste e Tony Mix. Ao receber o diploma, o Presidente da AML, Luiz Gonzaga Amorim, se emocionou.
 
Os vereadores que são autores do projeto destacaram a alegria de entregar o diploma como um marco, em comemoração aos 25 anos de existência da Academia de Letras.
 
Ainda no evento, aconteceu o lançamento do livro do acadêmico Dr. Paulo Roberto de Magalhães Alves que conta a história dos primeiros 25 anos de existência da academia.
 
Fundação e objetivo
 
A Academia Manhuaçuense de Letras, que é uma das mais importantes formas de expressão do patrimônio imaterial de Manhuaçu, foi formalmente fundada em reunião realizada na Casa de Cultura em 1992, quando foram aprovados seus estatutos sociais, eleita a primeira diretoria e escolhido como patrono o Promotor de Justiça e escritor José Lins do Rego Cavalcanti. Atualmente, tem sua sede na Casa de Cultura que funciona na Avenida Salime Nacif.
 
O objetivo da Academia é a pesquisa, o estudo e a divulgação das letras, em seus mais variados aspectos, com ênfase especial às produções referentes aos acadêmicos e escritores de Manhuaçu e de cidades vizinhas.
 
A Academia Manhuaçuense de Letras é uma associação de escritores, advogados, bancários, médicos, jornalistas, juízes e líderes religiosos, que reúne 40 membros dedicados à produção literária e estudos sobre a língua portuguesa e literatura geral e dos patronos que fizeram parte da história.
 
Assessoria de Comunicação Câmara













}