MANHUACU.COM - Cavalgada da República Manhuassú movimenta Parque de Exposições

Cavalgada da República Manhuassú movimenta Parque de Exposições



 

Tamanho da fonte    




Cavaleiros e amazonas de Manhuaçu, cidades da região e até do Espírito Santo participaram no domingo, 08, da I Cavalgada da República Manhuassu realizada pela Secretaria Municipal de Agricultura. Programada dentro de um propósito de resgatar parte de uma história vivida aqui, o evento deu uma tonalidade a mais, no que está escrito que versa como "ator" principal, Coronel Serafim Tibúrcio, que por longos anos ficou adormecida.

O Parque de Exposições ficou repleto de animais, pessoas participantes, convidados e adeptos de uma boa cavalgada. Animais de todo porte chamavam a atenção daqueles, que conhecem verdadeiramente a raça fina de um bom marchador. A organização do evento, sob a coordenação do Secretário Municipal de Agricultura, Eduardo Heringer se preocupou em oferecer total comodidade e segurança aos cavaleiros, bem como o bem estar de todas as pessoas que passaram pelo Parque de Exposições.

Para o Secretário Eduardo Heringer, a cavalgada teve um significado relevante, como o símbolo do aguerrido Serafim Tibúrcio, que na época chegou à região do Caparaó com 800 homens para demarcação do seu território.Ele conta que,ao ver charreteiros, cavaleiros adolescentes, jovens e veteranos ficou emocionado,pois, pôde ter a certeza de que a história não está apagada. "Fizemos o evento, para a valorização dos cavaleiros de toda a região. A nossa alegria foi o dobro,ao sentir a felicidade dos cavaleiros, amazonas e amigos se encontrando, numa manhã de domingo. A ousadia e o desafio foram enormes, mas a minha felicidade não tem como descrever",disse Eduardo Heringer.

Considerado como veterano e pai dos "cowboys" da região, o cavaleiro "Para Pedro" disse de sua alegria ao reencontrar os amigos e ver o Parque de Exposições lotado. Conhecedor de cavalgada e exigente com a organização, o cavaleiro "Para Pedro" fez questão de parabenizar a organização da I Cavalgada da"República Manhuassu". "Nossa cidade precisa mostrar o que tem de bom. Somos amantes de uma boa cavalgada e, essa com certeza foi para mim um marco relevante",disse "Para Pedro".

O prefeito Nailton Heringer, ao fazer a abertura do evento disse de sua satisfação em proporcionar um dia de confraternização para os amigos cavaleiros, na busca de algo que por muitos anos ficou esquecido. Segundo ele, a cavalgada é apenas o início dentro de um universo de coisas que a administração pretende realizar, para lembrar a "República Manhuassu". Ao lado do professor e historiador, Flávio Mateus dos Santos, responsável pelo levantamento, elaboração, contextualização e edição do livro "A República do Silêncio", o prefeito fez referência de que a história passa e é contada, enquanto a outra parte começa.

(foto: Eduardo Satil)

(foto: Eduardo Satil)

A organização da cavalgada promoveu também um desafio aos participantes, que puderam participar de um torneio na “pista e argolinha”, em que o cavalo em movimento faz a aproximação e, o cavaleiro lança a flecha para ultrapassar a argola. Muitos provaram que sabem montar e preparar o animal para uma cavalgada,mas na "pista e argolinha",alguns preferiram não se arriscar. A organização colocou praça de lazer, gula e pula-pula para as crianças e, após o almoço um show musical com os Gaiteiros de Minas, para proporcionar aos integrantes da cavalgada uma tarde de lazer.

(foto: Eduardo Satil)

Eduardo Satil