CEM realiza Festa da Família com diversas apresentações



 

Tamanho da fonte    




Pais, alunos, direção e equipe pedagógica do CEM (Centro Educacional de Manhuaçu) tiveram um sábado especial e muito animado, com a realização da Festa Família, no último dia 23. Na recepção, a princesa e o príncipe saudavam de braços abertos os convidados que acabavam de chegar, e, em praticamente todas as salas de aula, apresentações preparadas pelos alunos. O espaço cultural foi palco de atividades físicas para os pais, brinquedos, pintura de rosto, sessões de cinema,stands de conhecimento sobre variados temas – apresentados por alunos da escola -, jogos didáticos, palestras sobre beleza, cuidados com a pele feminina e alimentação saudável, conhecimentos sobre tatuagem e acupuntura, oficinas de artesanato, discoteca infantil, futsal, vôlei e balé – com coreografia das alunas-, além de histórias contadas na biblioteca e stand do Polo CEM/UNOPAR – com informações sobre a formação universitária, pela metodologia EAD, o ensino presencial conectado a distância-. Outra novidade esteano foi a ‘sala das cobras’ – entre elas uma serpente piton – medindo três metros que, apesar do tamanho, demonstrou-se dócil a ponto de ser tocada, fotografada e acariciada por crianças e adultos.

Na abertura do evento, os Diretores do CEM, Walter Vargas Júnior, e a esposa, Eleonora Maira Justiniano Vargas, juntamente com a Coordenadora Jakeline Marques Pinheiro, se pronunciaram, desejando as boas-vindas a todas as famílias presentes. Em seguida, a jovem Cantora Layla Karen da Silva Rocha se apresentou, trazendo na canção, uma bela mensagem ao público.

Movimentação física também fez parte do evento. Professores da Academia Geração Saúde se apresentaram, envolvendo os pais em exercícios de ginástica, enquanto as crianças se divertiam com as diversas opções de brinquedo especialmente instaladas no recinto.

Conhecido por seu trabalho de preservação da fauna regional, em especial das cobras catalogadas na Mata Atlântica, o Biólogo e Professor Wanderlei Pereira de Laia abrilhantou de forma especial o evento no CEM este ano. Em uma sala exclusiva e muito disputada pelo público, Wanderlei colocou disponíveis para visitação variadas serpentes, entre elas uma cobra Piton Africana. “É um trabalho de Educação Ambiental. Nossa intenção é levar novos conhecimentos ao público sobre as serpentes, porque é um animal que traz muito medo às pessoas e isto se dá por falta de informação. As pessoas tiveram a oportunidade de tocar os animais, e, inclusive, pegar algumas cobras, desmistificando todo este medo natural que há, em relação a estes animais. Trouxemos uma cobra Piton Africana (Piton Molurus), com oito anos de idade e três metros de cumprimento. Ela ainda cresce, podendo alcançar cerca de quatro metros e meio. É um bicho que chama a atenção pelo porte. É um animal robusto, e, aqui, a criançada aproveita se aproxima e faz fotos.

(foto: Assessoria de Comunicação)

Também passamos orientações sobre acidentes com cobras e a necessidade de preservação dos animais – as cobras exercem um papel importante na natureza, porque elas servem de alimentos para outros animais e também prendam outros bichos. Na região, conseguimos identificar, até o momento, 24 espécies de cobras, mas sabemos que este número é bem maior. Os bichos têm diferenças entre si, como por exemplo, as jararacas e jaracuçus, que, na região, são de fato agressivas, mordem muito. Mas, a maior parte não é peçonhenta, é inofensiva; e, na maioria das vezes, estas cobras são mortas, por desinformação”, esclareceu Wanderlei. Ainda no stand, devidamente isoladas, foram expostas cobras ‘do milho’ e cascavel, além de uma aranha caranguejeira.

(foto: Assessoria de Comunicação)

Assessoria de Comunicação














}