Conselho de Saúde elege nova mesa diretora: Nelson de Abreu é o presidente



 

Tamanho da fonte    




Foi eleita a nova mesa diretora do Conselho Municipal de Saúde (CMS) para o triênio 2017-2019. Os novos conselheiros eleitos no final do ano passado, se reuniram no auditório da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), na noite desta quarta-feira, 18/01. Vergílio Nascimento da Costa, então presidente abriu a reunião com esclarecimentos de como aconteceria o processo eleitoral, baseado no regimento interno do CMS.
 
Após a abertura foi formada uma Comissão Eleitoral para dar início ao pleito. Integraram a comissão os conselheiros Vergílio Nascimento da Costa, Jânio Sérvio Mendes, Magno Barbosa e Giuzana Celeste Gregório.
 
Nova mesa diretora
 
O conselheiro Nelson de Abreu que ocupara a presidência até o início do período eleitoral do ano passado foi aclamado presidente. Também foram aclamados Sebastião Adão de Andrade como vice-presidente, Zandra de Fátima Lopes da Rocha (1ª secretária), Rudnei Hott Costa (2º secretário), Paulo José Vieira (relações públicas) e Dra. Karina Gama dos Santos Sales como diretora de organização.
 
Comissões formadas
 
Para o bom funcionamento do Conselho Municipal de Saúde (CMS), se faz necessário o bom funcionamento das comissões. Após a eleição da mesa diretora as comissões foram compostas.
 
Comissão de Finanças: Rudnei Hott Costa, Milton Filgueiras Gomes, Bruno Soares Afonso, Dercília Maria dos Santos.
 
Comissão de Contratos e Convênios: Chardson Roberto da Paixão, Verônica Corrêa de Araújo, Alcino Ferreira, Rudnei Hott Costa.
 
Comissão de Fiscalização: Jadir Nunes, José de Oliveira Brandão, Denise Aparecida Braga Jardim, Sebastião Adão de Andrade.
 
Apresentação da nova secretária de Saúde
 
A Dra. Karina Gama dos Santos Sales, também integrante da mesa diretora do CMS se apresentou e deixou claro que o objetivo do Conselho e da Secretaria é um só, ou seja, oferecer atendimento de qualidade aos usuários do SUS. A secretária também anunciou algumas mudanças que já estão acontecendo no sentido de garantir um atendimento melhor a todos, uma delas, a presença dos médicos mais tempo nas unidades de saúde, a reestruturação da UPA para que todos sejam recebidos com mais dignidade, a reorganização da Secretaria de Saúde e o enfrentamento da Febre Amarela, tendo o município já conseguido 30 mil doses de vacina e encaminhado pedido de liberação de mais 50 mil.
 
Ainda sobre o tema Febre Amarela foram feitas várias sugestões de ações que poderiam ser adotadas pela Secretaria de Saúde no entendimento dos conselheiros. Todas foram ouvidas pela secretária de Saúde e explicadas as possibilidades de adoção ou não por parte do município. Um dos conselheiros que se manifestou sobre o tema foi Rudnei Hott da Costa, cobrando da SMS mais divulgação, mais empenho em fazer com que a população seja toda imunizada contra a doença, sugerindo inclusive a realização de mutirão com envolvimento de outras instituições de saúde.
 
O conselheiro Jadir Nunes pediu uma moção de aplausos para os funcionários das unidades de saúde que tem se desdobrado para vacinar, fora do horário normal de trabalho, a população contra a Febre Amarela.
 
Ao final, a conselheira Zandra Lopes, demonstrou sua preocupação com o aumento da carga horária dos médicos para o estabelecido pela legislação, ou seja, 8 horas de trabalho/dia. Para ela, esta é uma decisão que pode afastar das unidades profissionais que estão há vários anos trabalhando com bom nível de satisfação da população. A conselheira pediu que se estude uma adequação.
 
Luiz Nascimento