Correios lançam selo dos 28 dias de República em Manhuaçu



 

Tamanho da fonte    




Os Correios lançam nesta sexta-feira, 21, às 19h00, na Casa de Cultura (av. Salime Nacif, 169, Baixada, Manhuaçu) – selo personalizado alusivo a Serafim Tibúrcio da Costa, que em 1896 liderou um movimento emancipacionista e proclamou a República do Manhuaçu.

Em 1895, o fazendeiro Serafim Tibúrcio da Costa – que tinha a patente não oficial de coronel, como todos os donos de grandes extensões de terra na época – assumiu a Prefeitura de Manhuaçu, na Zona da Mata mineira. O grupo político rival, no entanto, fez pressão e o enfrentou. Para se vingar do então governador Crispim Jacques Bias Fortes, que se negou a apoiá-lo, o coronel declarou o município um país independente, com moeda e legislação próprias, em um discurso no coreto da praça central da cidade, em 15 de junho de 1896 – há 117 anos e sete anos depois da Proclamação da República do Brasil.

A República Manhuassu (na época se escrevia com dois esses) durou apenas 22 dias. O governador enviou a polícia do estado ao município, para restabelecer a ordem, mas todos os soldados foram mortos pelos jagunços e os índios puris e botocudos a serviço do coronel. Serafim Tibúrcio só foi derrotado pelas tropas do Exército depois que Crispim Jacques pediu ajuda ao governo federal.

Assessoria de Comunicação dos Correios em Minas Gerais














}