Curso de Direito em Manhuaçu registra nota quatro no Enade



 

Tamanho da fonte    




O curso de Direito da unidade Doctum Manhuaçu apresentou um salto de qualidade entre as duas avaliações do Enade. Na edição mais recente, a faculdade obteve nota quatro, superando o conceito três do exame de 2009.

Esse aumento do rendimento dos alunos nas provas reflete o status da unidade Manhuaçu como importante referência no ensino jurídico, uma marca da Rede de Ensino Doctum. A faculdade tem ótimos índices de formandos aprovados no exame da OAB e conta com corpo docente altamente qualificado de larga experiência acadêmica.

De acordo com o coordenador do curso, professor Rodrigo Mendes Cardoso, o bom resultado no Enade comprova que a instituição figura entre as melhores na formação em Direito do Brasil. “Com muito orgulho e alegria recebemos a notícia de que a Doctum de Manhuaçu obteve nota quatro no Enade. Isso demonstra o compromisso de toda a instituição, professores e alunos, com um ensino de excelência. Parabéns a todos”, comemorou o coordenador.

Entre os alunos, os números também são motivo de grande satisfação. “Está sendo feito um bom trabalho na faculdade Doctum. Isso é fruto de uma coordenação bem desenvolvida e de alunos que estão buscando um futuro melhor”, comentou Keiciane Valério Emerick, estudante do décimo período.

A colega de classe Adriana Gomes Lopes completa: “Para mim é um orgulho seraluna de uma faculdade que está ganhando destaque entre as melhores. Como alunos sentiram que isso vai fazer bem para o nosso currículo”, falou a aluna.

A unidade oferece bacharelado em Direito desde 2003, sendo este autorizado e reconhecido com nota máxima pelo Ministério da Educação.

A instituição tem proporcionado grandes benefícios à comunidade de Manhuaçu e região com a alta qualidade do ensino, além de projetos que auxiliam na formação dos alunos e no desenvolvimento local. Dentre eles, destaca-se Casa do Cidadão, que oferece assistência jurídica e social gratuita a pessoas de baixa renda.

Assessoria de Imprensa














}