Delegado Regional é eleito presidente do Conselho de Trânsito



 

Tamanho da fonte    




Em reunião realizada na noite de terça-feira, 05/12, no Centro Cultural, foi eleita a primeira diretoria do Conselho Municipal de Trânsito (CMT). O presidente escolhido por aclamação é o delegado regional de Polícia Civil, Dr. Carlos Roberto de Souza; vice-presidente Bruno Spínola; 1a secretária Marinez Bragança; e 2o secretário Hélio José dos Santos Junior.
 
O Conselho de Trânsito de Manhuaçu foi instituído pela Lei nº 3.766, de 10 de novembro de 2017. Na reunião da escolha da diretoria, foram mencionados os esforços para a implantação do Plano Municipal de Mobilidade Urbana, estudos para o planejamento de ações, demanda, busca de solução e a importância do conselho como um forte instrumento de formulação de políticas públicas para o setor, criação do Departamento de Trânsito e implantação da Guarda Municipal.
 
O presidente eleito do Conselho Municipal de Trânsito, Dr. Carlos Roberto de Souza pretende somar sua experiência no campo de segurança, juntamente com os demais conselheiros que somam experiências cotidianas e formação capaz de contribuir para um trabalho essencial, técnico e busca por soluções para o trânsito da cidade.
 
Em entrevista exclusiva ao “TL”, o presidente do CMT destacou a necessidade da solicitação de elaboração de um Plano Municipal de Mobilidade Urbana, empenho de todos a fim de encontrar soluções a curto, médio e longo prazo, sempre com a participação dos órgãos responsáveis pelos setores de obras e trânsito do município. “O conselho é recém-criado e não vai promover milagre na próxima semana, nem nos próximos meses. Primeiramente vamos planejar, buscar apoio técnico e propor soluções. Vamos adequar o trânsito de pouco a pouco, dentro de uma realidade possível”, disse Dr. Carlos Roberto de Souza.
 
Ele pontua ainda que em dez anos (2006 e 2016), o número de veículos emplacados no município de Manhuaçu aumentou 128%. Atualmente são mais de 37 mil veículos e até 2026 serão 60 mil veículos, numa cidade que falta estrutura de mobilidade urbana.
 
Perguntado sobre a experiência profissional para somar junto aos demais membros da diretoria, o presidente eleito disse que o esforço de cada integrante será fundamental, para que haja planejamento adequado seguido de bom resultado.
 
O secretário Municipal de Planejamento e vice-presidente do Conselho, Bruno Spínola disse que ficou satisfeito com a formação do conselho e a constituição da primeira diretoria que terá muito trabalho daqui a diante. “Agora precisamos trabalhar de forma correta, ininterrupta para darmos uma dinâmica na mobilidade urbana de Manhuaçu”, explica o secretário de Planejamento. A próxima reunião do Conselho foi marcada para o dia 12 de dezembro, a fim de avaliar o anteprojeto de lei para a criação do Departamento de Trânsito.
 
Eduardo Satil/Tribuna do Leste













}