Denúncia contra Nailton Heringer é julgada improcedente



 

Tamanho da fonte    




A juíza eleitoral da Comarca de Manhuaçu, Daniela Bertolini Rosa Coelho, julgou improcedente denúncia que questionava a prestação de contas da campanha do Prefeito Nailton Heringer e do seu vice Gulivert Oliveira. A ação foi ajuizada pela “Coligação Somos Mais Manhuaçu” e o partido PMDB, no início do mês de dezembro de 2012. A decisão foi postada no site do TSE – Tribunal Superior Eleitoral, às 17h51, desta sexta-feira, 27.
 
A denúncia acusava os eleitos aos cargos majoritários do Executivo manhuaçuense de abuso de poder econômico nas eleições de 2012.
 
A decisão
 
A juíza Daniela Bertolini, após os trâmites processuais, que compreendeu na análise de documentos e na coleta de depoimentos de testemunhas, demonstrou ter a compreensão de como transcorreram as últimas eleições municipais em Manhuaçu. “Neste sentido, não há como acolher o pedido ... ... pois conforme se infere dos documentos transcritos, o que restou demonstrado foi que a pequenez dos gastos apresentados se justifica ante a efetiva participação das comunidades locais, constando da prova que diversas pessoas, anônima e voluntariamente, expenderam esforços individuais para auxiliar na campanha... ...concluo que não restou caracterizada qualquer infração eleitoral que ensejasse desequilíbrio nas eleições de outubro de 2012, razão pela qual julgo improcedente a presente ação...” – é como ela se manifestou em sua decisão.
 
Assessoria de Comunicação