Em audiência pública, Câmara ouve a comunidade para elaborar LDO



 

Tamanho da fonte    




O compromisso assumido pela atual Legislatura da Câmara Municipal de promover uma gestão atuante e participativa se consolidou mais uma vez com a audiência pública sobre a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), realizada nesta terça-feira , 29/7, dois dias antes da votação do Projeto de Lei no plenário. Esta aproximação com a comunidade tem possibilitado à Casa Legislativa, sob a presidência de Maurício Júnior, atender a população naquilo que ela mais precisa e com total transparência.
 
Na audiência, a população foi ouvida sobre as principais demandas, com o intuito de se definir as diretrizes e prioridades no orçamento público. Foram evidenciados temas diversos, como a saúde, segurança pública e a busca de solução para problemas sociais, como pessoas em situação de rua, tráfico e consumo de drogas, entre outras questões.
Os vereadores propuseram melhorias diversas ao Projeto, após ouvir as sugestões dos cidadãos (foto: Ass. de Comunicação – Câmara Municipal)
O Presidente Maurício Júnior considerou a noite foi muito positiva. “A participação da sociedade é de extrema importância para fazermos as emendas de acordo com as necessidades apresentadas e os vários apontamentos dos vereadores. Esta audiência representou também a oportunidade de a população saber onde o dinheiro público será gasto”, ressaltou Maurício.
 
Vereador Paulo César Altino apresentou proposta de criação de horto, nas proximidades do local de captação da água de Manhuaçu, para preservação do manancial. Ainda na reunião, os vereadores questionaram a construção do hospital regional, contido na LDO, considerando que o município demonstra dificuldades em administrar a estrutura de Saúde existente, como a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e as unidades de ESF (Estratégia de Saúde da Família).
 
O Vereador Jorge Augusto Pereira (Jorge do Ibéria) também falou sobre a reunião e a importância da participação popular. “Foi uma reunião bastante tranquila, apesar de o público ter sido menor, as pessoas que aqui estiveram, puderam dar sua opinião sobre como deve ser gasto o dinheiro público. Nós vereadores também formalizamos nossas opiniões para acabar de concretizar esse projeto. Existem coisas que o prefeito colocou que não condiz com o orçamento, mas vamos corrigir para que a LDO beneficie toda a comunidade”, considerou.
Assessor Contábil da Câmara, Daniel Gerhard, esclareceu duvidas dos participantes sobre o funcionamento da LDO (foto: Ass. de Comunicação – Câmara Municipal)
O presidente da associação de moradores do Distrito de Santo Amaro de Minas, Juventílio Campos, elogiou a audiência pública e disse ser de extrema importância a participação da população. Ele também ressaltou algumas das prioridades de sua comunidade. “Hoje, em Santo Amaro, precisamos de campo de futebol, escola, posto de saúde e melhorar a segurança”.
 
(Ass. de Comunicação – Câmara Municipal)













}