Fernando Pimentel recebe título de cidadão honorário de Lajinha



 

Tamanho da fonte    




O governador Fernando Pimentel recebeu nesta terça-feira, 04/07, o título de cidadão honorário de Lajinha, município do Território Caparaó. A medalha e o diploma foram entregues pela presidente da Câmara Municipal, Neura da Silva Pereira.
 
Na ocasião, Pimentel assinou despacho determinando à Secretaria de Estado de Educação tomar as providências necessárias para reformar a Escola Estadual Doutor Adalmário José dos Santos, onde estudam 1.200 alunos. O investimento do Governo do Estado na reforma será de R$ 543 mil e contemplará, além de uma reforma geral no prédio, adequações necessárias na cozinha para atender a normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
 
O governador agradeceu aos vereadores e cidadãos de Lajinha pela homenagem e destacou que, em Minas Gerais, o título de cidadão honorário tem um valor especial. “Em Minas, especialmente no interior do estado, as cidades são como a casa da gente. Quando a gente chega na casa de alguém aqui em Minas, você diz assim: ‘Ô, de casa’, e lá de dentro a pessoa responde: ‘Pode entrar!’ Pois bem. Eu agora estou ganhando o título de cidadão de Lajinha. Sabe o que isso significa? Que quando eu chegar lá eu não preciso gritar: ‘Ô, de casa’. Eu já sou de casa”, ressaltou, em agradecimento.
 
A homenagem é concedida a personalidades que prestam relevantes serviços em prol do desenvolvimento social e econômico do município. Na mesma solenidade, também foram homenageados o secretário de Estado Adjunto de Cultura, João Batista Miguel, e a presidente do Partido dos Trabalhadores em Minas Gerais, Maria Aparecida de Jesus.
 
A presidente da Câmara Municipal de Lajinha, a vereadora Neura da Silva Pereira, justificou a homenagem do Legislativo municipal a Fernando Pimentel com base nas ações do Governo do Estado que beneficiaram os lajinhenses nos últimos dois anos e meio de gestão. Dentre essas ações, ela destacou, na área da educação, a reforma da Escola Estadual Nestor Gouveia de Almeida, a entrega de dois ônibus para transporte escolar, a ampliação de recursos de merenda, construção de laboratório de informática e compra de mobiliário. Na saúde, a vereadora ressaltou a entrega e compra de equipamentos para as Unidades Básica de Saúde (UBS) Aldeia e Socapó, além de quatro ambulâncias e dois veículos para transporte de pacientes. A parlamentar também lembrou da construção de uma quadra de esportes, do recapeamento do asfalto da rodovia que liga Lajinha ao município de Chalé e a doação de outros dois veículos para a área da agricultura, dentre outras ações.
 
“Senhor governador, aqui está uma parte daquilo que nós pudemos enumerar dos seus feitos dentro do município. Para nós, é uma honra muito grande”, afirmou Neura.
 
Trabalho para superar a crise
 
Em seu discurso, o governador afirmou que, mesmo com as dificuldades orçamentárias, o Governo do Estado vem trabalhando para superar a crise.  “Todos vocês sabem que, quando chegamos, nós encontramos o Estado em uma situação muito ruim do ponto de vista financeiro e orçamentário, e ainda não conseguimos equilibrar as contas. Além dessa situação, enfrentamos uma crise terrível no país inteiro, talvez a maior crise econômica, política e institucional que o Brasil já conheceu ao longo de toda a sua história. Nós ainda estamos no meio dela, mas estamos trabalhando, enfrentando com todos os recursos possíveis para evitar que essa crise faça com que nosso estado naufrague. E temos conseguido sucesso. A verdade é que Minas está se saindo melhor do que a maioria dos estados brasileiros”, ressaltou.
 
“Basta olhar aqui para o lado, o serviço público no Rio de Janeiro, na saúde, na educação, na segurança. O Espirito Santo foi palco de cenas terríveis poucos meses atrás na área da segurança. Mas, em Minas, nada disso está acontecendo e nem vai acontecer. E por um motivo simples: não é porque nós temos mais dinheiro. Pelo contrário, nós estamos tão mal financeiramente quanto os outros estados; não é porque somos mais espertos. Pelo contrário, nós somos cautelosos, até excessivamente tímidos. É porque nós trabalhamos muito. A vocação do mineiro e da mineira é o trabalho”, afirmou.
 
Também compareceram ao evento o secretário de Estado de Governo, Odair Cunha, além de prefeitos e vereadores, entre outras lideranças da região.
 
Manoel Marques/Imprensa MG













}