MANHUACU.COM - Festicafé recebe inscrições até 20 de setembro

Festicafé recebe inscrições até 20 de setembro



 

Tamanho da fonte    




Compositores, arranjadores, cantores, intérpretes. Se você faz parte do universo da música e tem uma canção inédita para apresentar, o Festicafé - Festival de Música de Manhuaçu - receberá inscrições até 22 de agosto. “As pessoas interessadas podem acessar www.festicafe.com.br para conhecer o regulamento, como fazer a inscrição, a premiação. Manhuaçu pode voltar a revelar muitos talentos”. destaca o idealizador do projeto, o radialista S.J. de Moraes.
 
A formatação do festival obedece aos padrões de uma competição, prezando pela excelência na seleção dos participantes e músicas. Os artistas inscritos devem postar o vídeo com a gravação da canção no Youtube. Na etapa de julgamento, uma comissão técnica irá avaliar o trabalho e selecionará os vinte melhores para a semifinal, que será realizada no dia 12 de outubro. No dia seguinte (13/10), haverá a grande final, com apresentação pública dos 10 finalistas. Os três melhores recebem premiação em dinheiro, além de troféu.
 
Um espaço para revelação de talentos
 
O Festicafé - Festival de Música de Manhuaçu tem como objetivo incentivar a cultura local e regional, por meio de composições inéditas. Desta forma, contribuir para aprimorar e desenvolver a cultura musical, revelar talentos, valorizar artistas, compositores, arranjadores e intérpretes, atingindo todos os gêneros e estilos musicais.
 
Resgatando a tradição musical manhuaçuense
 
Manhuaçu e região têm histórico de excelentes músicos, incluindo talentos que se destacaram no cenário nacional. Nomes de expressão e pouco lembrados por aqui: da Jovem Guarda, Ronald Cordovil ou Ronnie Cord, com "Rua Augusta" e "Biquini de Bolinha Amarelinha", sucessos em 1963. Ronnie, filho do maestro Hervê Cordovil, viveu aqui por longos anos, deixando grande legado para a música brasileira, apesar da morte precoce, com 42 anos, em São Paulo.
 
Maria José de Gonzaga, ou Zezé Gonzaga, nasceu em Manhuaçu no ano de 1926, vindo a falecer no Rio de Janeiro em 24 de julho em 2008, com 81 anos de idade. Zezé, dona de uma voz invejável, gravou "Clássicas", em 1999, com Jane Duboc. Sua discografia é vasta, interpretando, entre outras "Eu sei que vou te amar" e "A felicidade".
 
Supernova Comunicação













}