Gestão Ambiental da FACIG é nota máxima do MEC



 

Tamanho da fonte    




O Ministério da Educação divulgou na última segunda feira os conceitos obtidos pelos cursos que foram objeto de avaliação no ano de 2016. Os cursos avaliados foram da área de saúde e de ciências agrárias. Apenas um curso da FACIG foi objeto da avaliação, o curso de Gestão Ambiental, e este curso obteve o conceito máximo do MEC. Apenas 1,9% de todos os cursos avaliados receberam conceito máximo, o que mais uma vez comprova a excelência de enisno da FACIG.
 
O curso de Gestão Ambiental da FACIG é um curso inovador, curso superior com apenas 2 anos de duração, com 100% das suas aulas ministradas em metodologias ativas de ensino. Além disso, o profissional que se forma neste curso pode obter registro profissional em 3 conselhos profissionais: Conselho Regional de Administração, Conselho Regional de Química e Conselho Regional de Engenharia.
 
O curso tem por finalidade a formação de profissionais de nível superior, capazes de lidar com novas tecnologias ambientais, desenvolvendo práticas de gestão ambiental face à interação do homem e os recursos naturais.Prepara profissionais com capacidade técnica, censo crítico, responsabilidade social para trabalhar tanto com o manejo do meio urbano como o rural, cooperando no desenvolvimento de pesquisas tecnológicas e atividades de interesse da comunidade, atendendo às exigências da Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional - Lei nº 9.394/96, o Decreto nº 2.208/97, o Parecer nº 436/01, e as Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Profissional de Nível Tecnológico - DCN, de 03/12/02, e o Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia. 
 
Os objetivos a serem atingidos pelocurso abrangem incentivar o desenvolvimento da capacidade empreendedora e da compreensão do processo tecnológico, em suas causas e efeitos; incentivar a produção e a inovação científico-tecnológica, e suas respectivas aplicações no mundo do trabalho; desenvolver competências profissionais tecnológicas, gerais e específicas, para a gestão de processos e a produção de bens e serviços; propiciar a compreensão e a avaliação dos impactos sociais, econômicos e ambientais resultantes da produção, gestão e incorporação de novas tecnologias; promover a capacidade de continuar aprendendo e de acompanhar as mudanças nas condições de trabalho, bem como propiciar o prosseguimento de estudos em cursos de pós-graduação; adotar a flexibilidade, a interdisciplinaridade, a contextualização e a atualização permanente dos cursos e seus currículos; garantir a identidade do perfil profissional de conclusão de curso e da respectiva organização curricular. 
 
O curso está com vestibular em aberto, com possibilidade de obtenção de FIES, PROUNI e do parcelamento próprio da FACIG.
 
Assessoria de Imprensa













}