Grupo de enfrentamento do Aedes tem primeira reunião



 

Tamanho da fonte    




Na manhã desta quarta-feira, 03/01, ocorreu a primeira reunião do GEICAEDES - Grupo Executivo para Intensificação do Combate ao Aedes Aegypt, criado em janeiro quando o prefeito de Manhuaçu, Nailton Heringer, decretou emergência em razão da proliferação do mosquito, transmissor da Dengue, Chicungunya e Zika. O objetivo foi o de planejar as primeiras ações de enfrentamento da situação e, para isso, representante dos diversos setores da administração municipal estiveram presentes na reunião.
 
O encontro, conduzido pela coordenadora da Vigilância Ambiental, Emilce Estanislau, tratou de ações internas, isto é, a serem desenvolvidas dentro dos próprios setores da prefeitura. "Nesse primeiro momento preferimos reunir a casa e arrumá-la. Queremos, antes de ir para as ruas, dar o exemplo aqui dentro, limpando os imóveis, podando terrenos públicos, enfim" - explicita Estanislau ao dizer que, além dessas questões, a reunião ainda discutiu estratégias que posteriormente serão desenvolvidas junto à população. "Para isso estamos contando com a secretaria de Planejamento, que vai nos dar suporte, contamos com a Educação, que vai mobilizar campanhas junto às crianças, e contamos com a Obras, que vai articular as limpezas juntamente com o SAMAL" - completa a coordenadora.
 
Centros de Hidratação
 
A expectativa da Vigilância Ambiental é que, com a aproximação das festividades do Carnaval, a situação piore. "As pessoas virão, outras sairão para cidades onde estão circulando os vírus. Já estamos alertas porque sabemos da possibilidade de pacientes chegarem. Pedimos às pessoas que vão sair que se cuidem, que usem repelente, para evitarmos isso" - conclama Estanislau ao lembrar que a Secretaria de Saúde já está se estruturando para enfrentar essa situação. "Nós estamos partindo para uma segunda etapa, já que temos muitos pacientes e a tendência é que esse número aumente. Vamos montar dois centros de hidratação para atender especificamente casos de suspeita de Dengue, Zica ou Chikungunya. Esse paciente vai ser hidratado e medicado ali. Instalaremos um na sede e outro em algum distrito para assim desafogarmos os postos de saúde e evitar internações".
 
A intenção é que, ainda neste mês de fevereiro, ocorra uma nova reunião, desta vez conclamando representatividades sociais, como lideranças religiosas, lideranças de bairros, dentre outras, para assim envolver toda a população no esforço. Concomitante a isso, conforme diz a coordenadora da Vigilância Ambiental, uma série de ações vêm sendo intensificadas pelo poder público desde setembro passado. "Na verdade nossas ações não param. Esse combate ao Aedes é anual e diário. Reforçamos no fim do ano passado, com aplicação de inseticidas, campanhas junto à população e colocando nossos agentes comunitários, devidamente capacitados, para atuarem junto aos agentes de endemias, porque a situação se agravou" - lamenta Emilce Estanislau. Segundo ela, apenas neste ano de 2016, em um mês, já existem em Manhuaçu 170 casos suspeitos, número extremamente alarmante. 
 
Segundo levantamento da Vigilância Ambiental, a infestação se abate sobre todo município, porém, em alguns bairros, a situação é mais grave. São eles: Lajinha, Sagrada Família, Todos os Santos, Luciano Heringer, Santa Luzia, Santo Antônio, Coqueiro, São Vicente, Santa Terezinha e Petrina. O distrito com situação mais preocupante é o de Vilanova. Moradores dessas localidades precisam de cuidado redobrado. "Inclusive precisamos do apoio da população, quem está no imóvel é o morador, quem vai ter que verificar se com a chuva de ontem parou água em algum lugar é o morador. Quem precisa saber como depositar lixo corretamente é o morador. Sem isso não existe combate à epidemia" - clama Emilce Estanislau. "Estamos conclamando há meses, mas algumas pessoas parecem estar numa zona de conforto. É hora de arregaçar as mangas e trabalhar.  E mais, precisamos que as pessoas abram as portas para o agente. Você fecha a porta para ele e abre para o mosquito" - finaliza.
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu