Homem apontado como fornecedor de armas e munições é preso em operação Polícia Civil



 

Tamanho da fonte    




Policiais civis da 4ª Delegacia Regional de Muriaé deflagraram na manhã desta quarta-feira, 08/03, a “Operação Magnata” com foco no combate ao comércio ilegal de armas. Segundo a Polícia Civil, grande quantidade de armamento foi apreendida na área central de Muriaé, na residência de um homem que foi preso, apontado como fornecedor de armas e munições para criminosos da região. Nesta terça-feira, 07/03, cinco pessoas já haviam sido capturadas, em ao menos quatro cidades, suspeitas pela autoria de delitos como assassinatos e roubos que teriam sido praticados com armas adquiridas do suposto distribuidor detido em Muriaé.
 
A operação é fruto de uma longa investigação da equipe da Agência de Inteligência da 4ª Delegacia Regional de Muriaé, de forma integrada com delegacias da região.
 
“Nós mapeamos a atuação desta organização criminosa. Ele tinha um braço empresarial, que foi desarticulado hoje pela manhã, que fornecia as munições e as armas. Essas seis pessoas que foram capturadas e presas ontem são os executores. É, o pessoal da ponta, que recebe essas munições e essas armas para praticar crimes de homicídio, roubo, latrocínio, estupro, tudo que você imaginar. E hoje, completamos a operação capturando o fornecedor, que abastece esses criminosos”, afirmou o delegado Tayrony Spíndola”.
 
Todos os detidos responderão por organização criminosa e tráfico ilegal de armas e munições. De acordo com ele, dois dos suspeitos foram capturados em Muriaé, e as outras prisões se deram nas cidades de Miradouro, São Francisco do Glória e Carangola (comunidade de Ponte Alta).
 
Ao menos oito homicídios estariam relacionados ao esquema do tráfico de armas desarticulado pela operação, e ressaltou que entre as diversas armas e munições - inclusive, de calibres de uso restrito - apreendidas nesta quarta, 08/03, na residência do suposto fornecedor, estava uma espingarda calibre 12, tipo de arma “preferido” de um pistoleiro apontado como autor de homicídios na região, nos quais a vítimas foram mortas com tiros de calibre 12 na cabeça.
 
Rádio Muriaé
 
Envie notícias, fotos e vídeos para o nosso WhatsApp (33) 99906-5656













}