IF abre prazo de pedidos de isenção para processo seletivo de alunos



 

Tamanho da fonte    




As inscrições para o pedido de isenção da taxa de inscrição no processo seletivo para o primeiro curso técnico do IF – Instituto Federal – Campus Manhuaçu, de Técnico em Cafeicultura, serão abertas a partir do próximo dia 24 deste mês. A informação é da coordenadora do curso, professora Ana Paula Lelés Rodrigues de Oliveira. Podem solicitar a isenção da taxa de inscrição, cujo valor ainda não está definido, todos os estudantes oriundos de escola pública. O prazo vai até quatro de setembro e o interessado deve acessar o site www.ifsudestemg.edu.br para preencher o formulário próprio. Após o período, será aberto o prazo para inscrição no processo seletivo. As datas ainda serão definidas e publicadas em edital.
 
Direcionado a estudantes da Terceira série ou aqueles que já concluíram o ensino médio, o curso vai abrir no total, 35 vagas. A coordenadora Ana Paula Lelés destacou que o plano de curso e a grade curricular foi aprovado pelo Conselho Superior do IF Sudeste de Minas no final do mês passado. O Curso em Cafeicultura terá um ano e meio de duração e um total de mil, 350 horas divididas em três semestres letivos. No primeiro semestre, a grade curricular prevê estudos sobre a implantação da cultura cafeeira. No segundo semestre a grade vai abordar a parte de beneficiamento de grãos e por fim, no último semestre o comércio e marketing.
 
As aulas práticas também fazem parte da grade do curso. Para isso estão sendo firmadas parcerias com o Governo de Manhuaçu, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente e com produtores da região que podem oferecer a infraestrutura ideal para as aulas práticas. “A gente tem percebido que a comunidade tem recebido o IF Sudeste de Minas, o campus Manhuaçu de uma forma muito positiva” – destacou Ana Paula. “Nossa expectativa é trazer novas tecnologias ao desenvolvimento da cultura e do comercio do café na região. A nossa visão é de aperfeiçoamento desse conhecimento que a região já tem sobre café” – completou a coordenadora
  
Expansão do CAMPUS
 
O diretor do Instituto Federal Sudeste – Campus Manhuaçu, Aloísio de Oliveira, destaca que o projeto pedagógico foi elaborado por uma equipe de professores especialistas após análise das especificidades da região. A estrutura do curso tramitou nos diversos órgãos institucionais da unidade e a aprovação ocorreu no final de julho. “O nosso foco é ter no Instituto Federal – Campos Manhuaçu uma unidade de excelência na área do café, para que Manhuaçu, além de um grande produtor também seja uma excelência na área de estudos do café” – afirmou Aloísio.
 
O campus de Manhuaçu do IF deve chegar a 60 professores e 45 técnicos. Atualmente são três professores de processo de redistribuição, especialistas na área do café. Atualmente há um edital em aberto para a contratação de seis professores. O concurso visa contratação de um engenheiro agrônomo, um engenheiro agrícola, dois professores da área de administração que no curso de cafeicultura vão atuar na parte de comercialização e marketing e mais dois professores na área de informática que vão vir para suprir uma demanda de novos cursos no campus Manhuaçu. Outros concursos serão abertos para outras áreas visando fomentar e possibilitar a participação da população de Manhuaçu nos processos. 
 
Novos Cursos
 
Com o primeiro curso de Técnico em Cafeicultura entrando em funcionamento no próximo ano, a expectativa é de atendimento a novos setores. As próximas ações envolvem a implantação dos Cursos Técnicos em Administração e em Informática, que podem ocorrer até simultaneamente. Um concurso em vigor tem vagas abertas para contratação de professores nas duas áreas e os profissionais contratados, além de atuarem no curso de cafeicultura, também serão responsáveis pela elaboração do projeto pedagógico dos cursos Técnicos de Informática e Administração. “A nossa ideia é tramitar esses cursos ano que vem e posteriormente implementá-los aqui no campus Manhuaçu” – afirmou Aloísio.
 
Atualmente o Campus do IF Manhuaçu é também um polo de educação à distância. O espaço oferta suporte aos cursos técnicos em Secretaria Escolar, ofertado pelo Campus Rio Pomba do IF e Multimeios didáticos, ofertado pelo Campus Juiz de Fora. Os dois cursos movimentam em média 80 alunos no Campus em Realeza com os encontros presenciais durante a semana e também nos finais de semana. O IF oferece toda a estrutura para a educação à distância, incluindo coordenador do polo e os tutores presenciais de suporte aos alunos. Os cursos de educação à distância são específicos do Governo Federal para qualificação dos profissionais das áreas de educação municipal e estadual.
 
O diretor Aloisio falou também sobre obras de expansão do Campus Manhuaçu. Neste mês de agosto foi realizada reunião junto à reitoria e a empresa responsável pelos projetos para ajustes. “A expectativa é que no mês de setembro já tenhamos a realização do processo licitatório para contratação da empresa que irá realizar as obras de ampliação da unidade” - destacou. A proposta é a construção de um complexo educacional com dez salas de aula, um espaço amplo de biblioteca, salas com laboratórios de informática e química, auditório e ainda um outro prédio com toda a estrutura administrativa. “São prédios que atendem principalmente a questão das normas de acessibilidade, será uma escola inclusiva. As obras vão ampliar muito a nossa possibilidade de atuação no município.” – concluiu. 
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu













}