Incêndio em residência deixa uma pessoa morta



 

Tamanho da fonte    




Uma pessoa morreu carbonizada durante um incêndio em uma residência, na Rua Maria Augusta de Matos, no bairro Doutor Eduardo, em Caratinga, na manhã deste sábado, 11/11. A princípio, há a suspeita de que o corpo seria de Clauvilene Mendes Porfirio, de 42 anos, conhecida como "Leninha".
O sargento Alcinei, do Corpo de Bombeiros Militar, informou que foi acionada por volta 06h40 dando conta de um incêndio em residência e segundo o solicitante, havia uma vítima no local. De imediato, os bombeiros se deslocaram com o caminhão Autobomba Tanque (ABT) de combate a incêndio e a Unidade de Resgate (UR).
 
"Quando chegamos ao local conseguimos debelar o incêndio. As chamas já tinham consumido grande parte da residência, um imóvel de dois cômodos. No quarto, o teto desabou e a gente verificou que havia um corpo carbonizado no local. Após o combate às chamas, a gente isolou o local e aguardamos a perícia técnica da Polícia Civil", disse o sargento do Corpo de Bombeiros.
 
A Polícia Militar também foi acionada e colheu informações para o registro da ocorrência. Ainda não se sabe o que causado o incêndio. "Vizinhos nos relataram que na casa não havia energia elétrica e que havia sido cortada há um tempo. A gente não sabe determinar a causa exata ainda do que poderia ter ocorrido. Devido à ação das chamas não foi possível o recolhimento de materiais pela perícia", relatou sargento Alcinei.
 
Após os trabalhos periciais, o corpo da vítima foi liberado e levado pelo serviço funerário ao Instituto Médico Legal (IML). "Infelizmente, nós não conseguimos identificar porque o corpo foi muito carbonizado. Mas conseguimos achar algumas estruturas e vamos enviar para IML, em Belo Horizonte, para fazer o exame de DNA. Assim, nós conseguiremos identificar. Deu para identificar que é uma vítima do sexo feminino. Não foi possível identificar quem é a pessoa", disse o médico legista do IML de Caratinga, César Nicolau.
 
As causas do incêndio serão investigadas pela Polícia Civil.
 
TV Super Canal













}