Manhuaçu pede criação de centro de internação de menores



 

Tamanho da fonte    




Manhuaçu tem sofrido com o aumento de ocorrências policiais relacionadas com o tráfico de drogas, o crescimento da reincidência de casos envolvendo menores e a falta de um centro de internação de menores infratores. Segundo o 11º Batalhão da Polícia Militar, foram apreendidas 145 pedras de crack em 2012, 837 em 2013 e, até março deste ano, 97 pedras. O debate em torno desses temas norteou a audiência pública da Comissão de Prevenção e Combate ao Uso de Crack e outras Drogas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizada na cidade nesta terça-feira, 08.

De acordo com o comandante do 11º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Wanderson Santiago Barbosa, em 2012 foram apreendidos 27 menores infratores e foram presos 95 adultos. Em 2013, foram 61 menores e 85 adultos. Em 2014, até março, já são 11 menores e dez adultos. “Quando se pensa nos adultos que foram presos, observamos que, quando menores, já eram reincidentes. Atualmente, temos o caso de um menor que já tem 91 ocorrências. A causa dessa situação é a falta de estrutura familiar. O efeito são as recorrentes práticas delituosas em que o menor pratica desde furto simples a roubo e tentativa de homicídio”, falou o tenente-coronel.

(foto: Geilson Dangelo)

Assessoria de Imprensa ALMG