Manhuaçu pode perder quatro ambulâncias por falta de certidão da Prefeitura



 

Tamanho da fonte    




O alerta foi dado pelo Presidente da Câmara, Vereador Maurício de Oliveira Júnior na sessão legislativa ordinária desta quinta-feira, 15, em pronunciamento no plenário. Maurício Júnior relatou que recursos no valor aproximado de R$ 250 mil destinados à aquisição de veículos para a Saúde, foram viabilizados pelo Deputado Federal RenzoBráz, por meio de Emendar Parlamentar direcionada ao município. No entanto, o prazo para apresentação dos documentos necessários ao Governo Estadual, para este recurso, encerrou-se neste dia 15, e, a Prefeitura não tem Certidão Negativa do FGTS – um dos documentos requisitados. “Isso dói. Manhuaçu perdeu quatro ambulâncias devido a falta de organização da Prefeitura”, desabafou. Ainda em seu pronunciamento, Maurício relatou: “o SUS tem hoje dezessete veículos e a maioria está danificada, com apenas três em circulação, e, destes, só uma ambulância. Como disse o colega Paulo Altino, quem perde com isto, não é o prefeito ou os vereadores, quem perde são as famílias manhuaçuenses, é o trabalhador que necessita e conta com a Saúde pública”.

Maurício Júnior mencionou ainda que a Câmara vá apurar quanto foi gasto pela Prefeitura com o pagamento de transporte terceirizado para o setor de Saúde.

Também indignado, Vereador Paulo César Altino questionou as excessivas viagens do Prefeito. “Em um período de quinze dias, o Prefeito manteve-se nove dias fora, participando de seminários e congressos, enfim, passeando. Quem sabe se ele estivesse aqui, talvez o município tivesse acertado a Certidão Negativa e não perderíamos estas ambulâncias”, comentou.

Combate a dengue

Um trabalho intenso vem sendo desempenhado no B. Nossa Senhora Aparecida e distritos para o combate à dengue, por parte de uma força-tarefa de trabalhadores contratados pelo município para proceder com limpeza geral de ambientes propícios para a proliferação do mosquito transmissor. Presidente Maurício Júnior ressaltou que é mérito da Casa Legislativa este trabalho, considerando os exaustivos pedidos dos vereadores quanto às ações preventivas e a solicitação ao Executivo de encaminhamento de Projeto de Lei à Câmara para a contratação de servidores para esta finalidade. Neste contexto, os vereadores aprovaram dois Projetos de Lei, e, agora, estas ações estão acontecendo.

Pedestres no escuro

Preocupado com a escuridão a que se submetem os pedestres que transitam na ciclovia da BR-262, entre os Bairros Nossa Senhora Aparecida e São Jorge, o Presidente Maurício Júnior cobrou providências mais uma vez. “É um absurdo este problema persistir há mais de um ano e nada ser feito. As pessoas que ali transitam à noite estão sujeitas a assaltos, estupros, e às mais diversas ações marginais. É sabido que um ambiente escuro favorece a prática de crimes. Queremos providências imediatas”, afirmou.

Minha Casa, Minha Vida

Os vereadores cobraram informações sobre as obras do Programa Minha Casa, Minha Vida. “Anteriormente, nós aprovamos a doação de terreno para a construção de mais residências para o programa habitacional. Na ocasião, o gerente da Caixa Econômica Federal esteve aqui, com promessas e perspectivas de andamento do projeto, mas, as obras não estão em andamento. Nem Prefeitura e nem a Caixa informam à Câmara o que está acontecendo. Então, vamos continuar com as cobranças pertinentes, porque estamos zelando pelo bem do povo”, frisou Maurício.

Assessoria de Comunicação














}