Manhuaçu se mobiliza na elaboração de plano de investimento em Saneamento Básico



 

Tamanho da fonte    




Destino correto do lixo, preservação nas nascentes, saúde pública. São temas que o poder público já não pode mais ignorar. Uma administração municipal comprometida com o bem estar e o futuro da cidade se empenha na busca de recursos e em ações que garantem qualidade de vida. E envolver a comunidade em busca de alternativas é uma postura democrática e de conscientização.
 
A comissão de coordenação que tem a tarefa de elaborar o documento que vai nortear o Plano Municipal de Saneamento Básico de Manhuaçu se reuniu na manhã do dia 28 de janeiro para dar sequência ao planejamento das metas a fim de suprir as necessidades ambientais do município.
 
O principal motivo da reunião foi a retomada dos trabalhos do Comitê Executivo e da Comissão de Coordenação do Plano de Saneamento Básico de Manhuaçu. O foco foi a discussão do produto 3 do Plano que representa o diagnostico técnico e comunitário. Ao todo são oito produtos, ou etapas para a construção do Plano, e destes, já foram realizados seis produtos.
 
Estas reuniões, das quais participam pessoas indicadas pelo prefeito e engajadas com as causas ambientais são fundamentais para a formação deste documento que tem como objetivocumprir a lei federal de número 11.445/07 que define o saneamento básico como o conjunto de serviços urbanos, infraestrutura e instalações operacionais.
 
Neste documento estão incluídas ações para melhorar e preservar o abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, drenagem urbana e manejo das águas pluviais, apontados como fatores que incidem na qualidade de uma vida saudável da população.A importância de investir no saneamento básico é fator de proteção à qualidade de vida, à saúde pública e o bem estar social.
 
Todos os 28 municípios que compõem a Bacia do Rio Manhuaçu estão se mobilizando e organizando seus planos, através de comissões, para levantarem um diagnóstico de acordo com a realidade de cada um.
 
A importância deste plano é que ele vai ser aplicado e praticado para os próximos 20 anos e será revisado a cada quatro anos. Todo o município de Manhuaçu será comtemplado.
 
Nos dias 21 e 22 de janeiro, representantes dos municípios da região envolvidos na formação dos planos de Saneamento Básico se reuniram na cidade de Aimorés e o resultado foi a elaboração de um documento geral que revela as necessidades e ações da Bacia Hidrográfica Rio Manhuaçu. De acordo com a presidente do CBH Manhuaçu – Comitê da Bacia Hidrográfica Águas do Rio Manhuaçu, Isaura Pereira da Paixão, os problemas são comuns entre os municípios que compõem a Bacia,por isso, a mobilização tem crescido cada vez mais em busca deste investimento na área ambiental, que é urgente.
 
Segundo Isaura o plano será encaminhado para votação na Câmara de Vereadores e em sequência aprovado pela FUNASA – Fundação Nacionalde Saúde.
(foto: Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu)
 
Conforme análise do Secretário Executivo do Plano Municipal de Saneamento Básico, Eliéser Ribeiro, os trabalhos estão num ritmo avançado e deve ser concluído em breve. “Todos os esforços estão sendo concentrados na construção do Plano de Saneamento Básico de Manhuaçu e a expectativa é atender com excelência e suprir as necessidades da população”, afirma Elieser Ribeiro.
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu