Manhuaçu sedia 3 Open de Taekwondo



 

Tamanho da fonte    




Neste domingo, 7/12, atletas da região estiveram em Manhuaçu para participar do 3° Open de Taekwondo. O evento, que teve o apoio da Prefeitura de Manhuaçu, foi realizado no Ginásio Poliesportivo Oswaldo Sad e contou com as presenças ilustres dos desportistas Bruno Rocha (Taekwondo) e Cleiton Silva (Jiu-Jítsu), que têm representado muito bem o município em todas as competições que disputam.
 
O secretário de Esportes, Victor Rocha, parabenizou os organizadores do evento e elogiou a vontade dos atletas. "É muito gratificante receber torneios esportivos como este. As artes marciais são importantes instrumentos de disciplina. Fazem com que seus praticantes aliem corpo e mente na hora de encarar seus adversários. Além disso, são nestes eventos que podemos enxergar com mais clareza tudo aquilo que os atletas treinam ao longo de meses nas academias. Parabéns a todos que fizeram este torneio se concretizar e tornar tradicional em Manhuaçu", elogiou Victor.
 
De acordo com o organizador do 3° Manhuaçu Open de Taekwondo, Walace Rocha, pelo menos 200 atletas, de seis a 40 anos, e de toda a região participaram do evento. Ele agradeceu mais uma vez ao apoio da Prefeitura de Manhuaçu e afirmou que a cidade precisa continuar investindo em esporte como meio de socialização, principalmente das crianças. "Muitos ainda sonham com o futebol, mas é através de outras modalidades esportivas, como por exemplo o Taekwondo, que estamos conseguindo levar disciplina e revelando o verdadeiro talento dessas crianças. Os pais não precisam enxergar isso também", comentou.
 
Atletas de Ponta
 
Dois atletas de ponta, e que têm representado muito bem Manhuaçu em todos os eventos que disputam, também prestigiaram o 3° Open de Taekwondo. Bruno Rocha e Cleiton Silva conversaram com os atletas e incentivaram, principalmente as crianças, a buscarem seus objetivos e conquistarem medalhas.
 
“Hoje em dia, é muito raro acompanharmos competições abertas, como é o caso do Manhuaçu Open. São nestes momentos que o público e principalmente os atletas têm a noção exata do que é um torneio de verdade. Outro fator importante é que serve de incentivo. Depois de lutar, se perder o atleta precisa se motivar para poder melhorar. Se ganhar, leva pra casa uma medalha, ou até mesmo um troféu. Isso é muito importante para quem está começando, em especial”, comentou Bruno.
(foto: Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu)
 
Já Cleiton revelou parceria em sua academia com a família Rocha. Além de contar com Jiu-Jístu, alunos poderão optar pela prática do Taekwondo. “Essa parceria é muito salutar para o esporte. A prática esportiva é vida e com essa união queremos atrair mais pessoas apaixonadas pelas artes marciais. Eventos como o Manhuaçu Open também são fundamentais para solidificar a importância dos esportes e das competições na vida das pessoas”, finalizou Cleiton.
(foto: Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu)
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu