Manhuaçu será o Centro de Comercialização da Agricultura Familiar



 

Tamanho da fonte    




Manhuaçu é uma cidade referência por produzir café de melhor qualidade no Estado de Minas Gerais e brevemente irá se tornar um polo de escoamento de diversos produtos que vão abastecer os estabelecimentos comerciais de toda região, com variedade, promovendo geração de renda e novos postos de trabalho.
 
Com uma visão e espírito empreendedor, o Prefeito Nailton Heringer está investindo no potencial dos produtores rurais de Manhuaçu na construção de um complexo de distribuição de hortifrutigranjeiros.
 
Uma série de visitas estão sendo realizadas nas comunidades que pertencem ao município no intuito de informar e convidar os produtores, moradores e entidades a aderiremao empreendimento que vai transformar o cenário comercial da região, alavancando o desenvolvimento.
 
Nessa segunda-feira, 09, o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Sandro de Souza Tavares, esteve reunido com os moradores do Córrego São Roque, juntamente com o diretor da empresa Líder, Nixon Jaime Medeiros, responsável pela execução do projeto. A finalidade desse encontro foi apresentar a comunidade local as vantagens de ingressar no empreendimento.
 
Realeza foi o ponto escolhido para ser sede do centro de distribuição de hortifrutigranjeiros devido sua logística, como a proximidade das BR 262 e 116, e o aeroporto de Santo Amaro.
 
A primeira etapa deste projeto vai dar abertura a duzentos produtores rurais e entidades locais comercializarem seus produtos que vão atuar como atacadistas e varejistas.
 
O espaço será ampliado para oferecer outras demandas que vão surgir com a construção de shopping, lanchonete, restaurante, lojas e demais segmentos, além de proporcionar lazer e entretenimento.
 
“A princípio queremos dar prioridade aos produtores rurais de Manhuaçu em garantir seu próprio negócio e contribuir com o desenvolvimento do nosso município, gerando renda e novos empregos”, - explica o Prefeito Nailton Heringer.
 
“Manhuaçu tem potencial suficiente para comercializar a produção local, além do café que é uma tradição. O prefeito está proporcionando uma grande oportunidade de desenvolver o agronegócio na região”, - comenta o secretário de Agricultura e Meio Ambiente.
 
Segundo Sandro Tavares, a obra vai ser projetada considerando as normas de preservação de matas e nascentes, de acordo com as regras estabelecidas pela APP – Área de Preservação Permanente.
 
A presidente da Associação de Agricultores Familiares do Córrego São Roque, Sandra Domingos, está otimista com a iniciativa. Ela afirma que a expectativa dos moradores é a criação de novos empregos e o crescimento do negócio familiar.
(foto: Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu)
 
O projeto será formalmente apresentado em palestra programada para 27 de março. A inauguração das instalações está previstapara o final do ano.
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu