Manhuaçuense é vice-campeão Brasileiro de Fisiculturismo



 

Tamanho da fonte    




O bodybuilder manhuaçuense, Agimar Ferreira, de 49 anos, conquistou o segundo lugar no Campeonato Brasileiro de Fisiculturismo, na semana passada. O evento foi realizado em Cuiabá, capital do Estado do Mato Grosso, e reuniu os melhores atletas da modalidade no país.  Com o resultado, o fisiculturista se classificou para o mundial, que acontece em dezembro na Espanha.
 
Antes de se sagrar vice-campeão brasileiro, Agimar também ficou em segundo lugar no Campeonato Mineiro, que foi disputado no dia 20 de junho, mesmo tendo participado numa categoria acima da que compete normalmente e conquistou o segundo lugar.
 
Sobre sua última conquista, Agimar se diz satisfeito. “Me preparei para enfrentar adversários de alto nível e foi o que encontrei neste Campeonato Brasileiro. Estou muito feliz de ter participado de mais este torneio. Me sinto realizado”, comemorou o atleta.
 
Aos 49 anos, Agimar é considerado um exemplo para muitos. Competidor no passado, ele retornou ao esporte em 2013, depois de assistir à primeira edição da Copa IFBB em Manhuaçu. De lá para cá, tem se dedicado cada vez mais ao esporte e conquistado resultados expressivos.
 
“O que me deu forças também para seguir em frente foram os meus amigos. Principalmente depois da morte do meu irmão, fiquei muito triste e vi no esporte uma forma de dar a volta por cima. Tudo o que tenho conquistado é fruto de muito esforço e sacrifício. E tem valido à pena”, felicitou o atleta.
 
Copa IFBB
 
No dia 29 de novembro, Manhuaçu receberá pela terceira vez consecutiva uma etapa da Copa IFBB de Fisiculturismo. O evento, que tem se tornado tradicional na cidade, reúne atletas de várias partes do Brasil. Além da disputa pelo melhor shape, há também workshops com bodybuilders de renome.
(foto: Divulgação)
 
Alan Caetano afirma que desta forma ajuda a difundir cada vez mais o Fisiculturismo na região. “E quando fomentamos a prática do esporte em Manhuaçu e cidades vizinhas estamos investindo em qualidade de vida. Quanto mais atletas, mais qualidade de vida. Todos podem participar, basta ter força de vontade, foco e disciplina nos treinamentos e na alimentação”, concluiu o empresário.
 
Diário de Manhuaçu













}