Manifestação contra reforma previdenciária mobiliza Luisburgo



 

Tamanho da fonte    




O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Luisburgo, com apoio da Fetaemg (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais), realizou manifestação contra a reforma previdência, mobilizando expressivo número de famílias rurais e da cidade. 
 
Como tem ocorrido na maioria das cidades brasileiras, a iniciativa da mobilização em Luisburgo teve o propósito de sensibilizar a sociedade e o Poder Público sobre a preocupante questão da reforma previdenciária, vista como o fim da aposentadoria rural e um retrocesso dos direitos das mulheres.
 
Pelas as novas regras que podem ser estabelecidas pela PEC 287, o trabalhador e a trabalhadora rural só poderão se aposentar com idade mínima de 65 anos.E, mesmo com 60 e 55 anos, esses camponeses só conseguirão aposentadoria se contribuírem mensalmente com o INSS por 25 anos. Mas caso queiram receber a aposentadoria no valor integral, terão que contribuir por 49 anos. 
 
Também estão na regra de transição, homens com 50 anos ou mais e mulheres com 45 anos ou mais.
 
A Presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Luisburgo, Silvana Damasceno Gomes Labanca, avaliou bem este movimento na cidade e agradeceu ao comparecimento dos cidadãos. Silvana destacou o compromisso e a atenção da diretoria da entidadeem zelar pelos direitos dos trabalhadores rurais. Silvana pontuou ainda que, ao percorrer as ruas da cidade, esta manifestação fez ecoar a voz do município, reafirmando a contrariedade com a reforma previdenciária proposta pelo Governo.
 
Thomaz Júnior
 
Envie notícias, fotos e vídeos para o nosso WhatsApp (33) 99906-5656