Morador de Santa Bárbara do Leste é detido em Goiás



 

Tamanho da fonte    




Os suspeitos de integrarem uma suposta organização criminosa especializada em falsificação de passaportes europeus para brasileiros foram presos pela Polícia Civil do Estado de Goiás no último dia 24 março. A suposta organização criminosa foi desarticulada após três meses de investigações. Os suspeitos foram presos na casa de um dos supostos integrantes da quadrilha, no Setor Novo Horizonte, em Goiânia (GO). Um dos suspeitos havia chegado recentemente do Reino Unido, onde havia entregado um serviço solicitado.
 
Entre os suspeitos detidos, está Cláudio Teixeira Viana, morador de Santa Bárbara do Leste (MG). Os outros detidos foram Reginita Brito Rego, de 66 anos, Dário Ribeiro Pires, Neusmar da Cruz Mesquita e Nathália Jennifer Brito de Souza. Segundo a Polícia Civil de Goiás, o grupo suspeito cobrava até cobrava até 10 mil euros pelo trabalho, que consistia em simular a descendência do interessado com um antepassado que, de fato, viveu no país em questão. A polícia identificou clientes de nações como Espanha, Inglaterra e França.
 
Diversos documentos falsificados foram apreendidos. Entre eles, certidões de nascimento, de casamento e de inteiro teor, além de escrituras públicas. “A falsificação era feita pelos próprios falsários”, afirmou o delegado Kleyton Manoel Dias, responsável pelo caso. Para a Polícia Civil, o grupo pode ter envolvimento com criminosos que foram presos no ano passado, no Reino Unido. Um caso similar também foi registrado em Minas Gerais.
 
“Vários brasileiros podem perder o passaporte. Entraremos em contato com a embaixada de cada país e, com certeza, quem estiver envolvido no esquema, perderá seu passaporte”, disse o delegado. Os suspeitos devem ser indiciados por falsificação de documento público, estelionato e organização criminosa. Se condenados, podem pegar uma pena de até 30 anos.
 
Tv Super Canal
 
Envie notícias, fotos e vídeos para o nosso WhatsApp (33) 99906-5656