Moradores da Ponte da Aldeia cobram linha de ônibus na Rua Primeiro de Maio



 

Tamanho da fonte    




Moradores da Rua Primeiro de Maio, no Bairro Ponte da Aldeia, continuam sofrendo com a falta da linha de ônibus que atende a comunidade. O trajeto foi alterado e obriga todos a desembarcarem ou esperarem pelo coletivo na BR-262, longe de suas casas. O perigo é maior ainda por conta da escuridão no período noturno.

A mudança foi feita pela Viação União. Nos finais de semana os circulares da linha que atende a Ponte da Aldeia deixaram de passar na rua principal e só utilizam a BR-262. Durante a semana, a empresa também faz esse itinerário a partir de 18 horas.

Acontece que é justamente nos horários que os moradores mais precisam que foram feitas as modificações. Aparecida de Lourdes, agente de saúde do Programa de Estratégia de Saúde da Família, conta que todos os moradores estão insatisfeitos. “Desde que fundou a linha, o ônibus passava na rua 1º de maio. Agora começou essa dificuldade. Temos que descer ou esperar lá perto da Engelmig ou na Madeireira Tupi. Ficou distante para nós”.

Outro morador, Alcindo Ferreira, diz que para o pessoal que trabalha ou mesmo que chega da escola à noite virou uma dificuldade. “Em dias de chuva, complica mais ainda. Não entendemos essa mudança. Reclamam por causa de carros estacionados e das igrejas, mas isso não tem sentido. Ficou foi perigoso para nós”.
(foto: Divulgação)

A moradora Roselena Valéria conta que nos finais de semana, quando vai até o Centro fazer alguma compra, desanima ao lembrar a distância. “A gente tem que sair carregando sacolas. Quando chove então, nem pensar. Eles têm que resolver esse problema”, pontuou.
(foto: Divulgação)

O vereador Hélio Ferreira diz que procurou a empresa e ela tratou de retomar a linha para o itinerário antigo. “Tenho feito essa cobrança, inclusive com ofício para a Viação União, e ele trataram de atender à nossa solicitação. Fiz o mesmo pedido para a Secretaria de Obras. Eu sou representante dessa comunidade e não concordo em ver os moradores sendo prejudicados. Descer na BR-262 é muito perigoso para a nossa população. Eu vou lutar e isso vai ser resolvido. O ônibus tem que voltar a passar na rua 1º de Maio”, afirmou.
(foto: Divulgação)

A expectativa do vereador é que o problema seja corrigido já nesta primeira semana de fevereiro. Ele não descarta a possibilidade de fazer em um protesto. "Estamos pedindo, enviando ofício. Se não der certo, vamos tomar atitudes mais fortes", admitiu.

(foto: Divulgação)

Manhuacu.com














}