Moradores realizam concentração em ponte quebrada no Domingo de Ramos



 

Tamanho da fonte    




Os moradores das comunidades da Barra do Jaguaraí e Vargem Alegre participaram na manhã desse domingo, 09/04, da celebração do Domingo de Ramos, que contou com a participação significativa de fieis. A celebração iniciou às margens do local que cedeu com as fortes chuvas do final do ano passado, levando a cabeceira da ponte sobre o rio Manhuaçu. O objetivo foi para demonstrar à revolta e a necessidade dos municípios de Reduto e Manhuaçu estarem se mobilizando para a reconstrução da ponte.
 
Os moradores contam que muitas reuniões foram feitas, mas nada de concreto aconteceu até o momento que possa devolver a esperança às famílias que moram nas comunidades vizinhas, que tinham a ponte como passagem. Durante a celebração, os fieis pediram a atenção dos governantes para a comunidade. “Precisamos pedir a Deus, bênçãos para que olhem para o nosso povo que sofre e precisa de atenção. Aqui estamos renovando nossa fé”, disse Padre André.
 
O presidente da Associação de Moradores de Vargem Alegre, Guilherme Anselmo disse que a comunidade está estarrecida com o descaso do Poder Público, que até hoje não deu resposta satisfatória quanto à construção ou reforma da ponte. “Antes, a gente demorava quatorze minutos para chegar à Barra do Jaguaraí, e agora a gente percorre quatorze quilômetros. A colheita está chegando e estamos preocupados como vamos fazer, pois a coisa está difícil”, disse Guilherme Anselmo.
 
Produtores rurais reclamam que o tempo está passando e a ponte principal que dá acesso a região tem tirado a tranqüilidade de todas as famílias, que estão ilhadas. O produtor rural, Laércio Rodrigues Ramos conta que os moradores estão sofrendo muito. Com a aproximação da colheita, a preocupação está aumentando e ninguém consegue entender a razão do Poder Público ter esquecido o problema. “Queremos ação para que tenhamos facilidade para escoar nossa produção”, diz o produtor rural.
 
Tribuna do Leste
 
Envie notícias, fotos e vídeos para o nosso WhatsApp (33) 99906-5656