Na Câmara, Caixa informa que retomará obras do Minha Casa, Minha Vida



 

Tamanho da fonte    




Atendendo à reivindicação da Presidência da Câmara Municipal de Manhuaçu, a Superintendência da Caixa Econômica Federal (Governador Valadares) reuniu-se com os vereadores na sede da Casa Legislativa na tarde desta sexta-feira, 11, para prestar esclarecimentos sobre a situação do Programa Habitacional Minha Casa, Minha Vida, na cidade. Na oportunidade, foram anunciadas a retomada das obras – que estão paralisadas há alguns meses – e a previsão de término de construção, entre outras informações. Praticamente todos os vereadores estiveram presentes e fizeram indagações aos representantes da Caixa.
 
Logo na abertura do encontro, o Presidente Maurício Júnior mencionou a preocupação e a cobrança da comunidade quanto às respostas para a paralisação repentina das obras, conforme ocorrera há alguns meses. 
 
Situada no local conhecido como “Clube do Sol”, a obra começou a ser erguida no início deste ano, planejada para atender 288 famílias inicialmente, mas parou.
 
A inesperada suspensão das obras neste período, sem os devidos esclarecimentos à comunidade, gerou informações desencontradas e especulações diversas sobre as possíveis causas deste acontecimento, além de mais ansiedade às famílias de baixa renda cadastradas que aguardam para ser atendidas com este Programa do Governo Federal.
 
De acordo com Cornélio Martins Salazar Júnior, Gerente Regional de Pessoa Jurídica, da Superintendência da Caixa Econômica Federal, as obras deverão recomeçar em aproximadamente trinta dias. “Temos boas notícias para a população de Manhuaçu. Logo, logo, retomaremos as obras do Programa Minha Casa, Minha Vida. [...] Este contato com a Câmara é fundamental neste processo de retomada. Viemos dar explicações sobre o que aconteceu nos últimos meses e o trabalho que está sendo feito neste contexto. Reunimo-nos com o Prefeito e a construtora para tratar destas questões. Se Deus quiser, em Novembro ocorrerá a retomada da obra, e, 288 famílias serão beneficiadas com o programa em Manhuaçu”, afirmou. 
 
Mais casas
 
A Superintendência da Caixa destacou também a aumento do número de casas a serem construídas em Manhuaçu. “Também pretendemos, em breve, ampliar o número de residências construídas naquela área. Serão mais 244 casas, totalizando 532 unidades habitacionais na cidade. É um projeto que dá dignidade e moradia para as famílias, diminuindo o déficit habitacional e os problemas sociais que afligem Manhuaçu, assim como demais municípios no Brasil”, mencionou Cornélio. 
Sobre as condições das edificações iniciadas no Clube do Sol, Cornélio pontuou “a estrutura iniciada em Manhuaçu não apresenta problemas. A mesma foi devidamente testada pela empresa de engenharia. Apenas alguns ajustes serão necessários”.
 
Quanto às razões da paralisação da obra nos últimos meses, o rep. da Superintendência da Caixa relatou que “como todo projeto, qualquer detalhe compromete a execução de uma obra. Se algum detalhe falha ou um dos atores envolvidos na parceria, como a construtora, a Caixa ou o Município, então ocorre um entrave. Tínhamos a construtora para executar o serviço, mas, a mesma achou, por bem, deixar a obra, comunicando à Caixa que não havia condições de dar sequência ao projeto. Este ato que ocorreu (a paralisação) não era interessante pra ninguém, mas, já que aconteceu, a nossa preocupação primária, junto com o município, era a de retomar a obra. É isto que estamos anunciando aqui, e, a Câmara, como representante do povo, deve estar ciente de todos os processos. Nós queremos fazer tudo com muita transparência. Enfim, houve o problema sim, mas problema é para ser resolvido. Trabalhamos para resolver tudo. Vamos retomar as atividades, e, com as bênçãos de Deus, temos certeza de que as famílias ficarão muito felizes com o que vai ser feito naquele empreendimento”, concluiu Cornélio. 
Rep. da Sup. da Caixa, Dr. André e Cornélio Martins Salazar Júnior (Assessoria de Comunicação)
O Presidente Maurício Júnior ressaltou o acompanhamento e total atenção dos vereadores com este programa habitacional na cidade. “É um assunto de importância social imensurável. O programa foi iniciado com a perspectiva de 288 moradias que beneficiarão justamente a população mais carente. O que nos preocupava muito é que a obra ficou parada. Havia muitas especulações. Nós perguntávamos, questionávamos, solicitávamos informações e, no entanto, as partes envolvidas se quedavam inertes em dar estas respostas. [...] Na tarde de ontem, tive a oportunidade de fazer contato com a Superintendência da Caixa Econômica Federal, e, hoje, tivemos a satisfação de receber dois representantes da instituição para tratar deste assunto. Foram explanados os problemas ocorridos e as providências que estão sendo buscadas. [...] Será, sem dúvida, muito importante a participação da Câmara de Vereadores porque, estamos sim, comprometidos com o bem de Manhuaçu. [...] Em breve, votaremos um Projeto de Lei relativo ao Programa Minha Casa, Minha Vida, para que ele possa, de fato, se tornar realidade. Temos um compromisso com o avanço do município, cumprindo nosso papel de fiscalizadores e de cobrar, fazendo isto com muita galhardia e humildade, mas demonstrando que, em Manhuaçu, o Poder Legislativo está de pé, cumprindo com seu papel, zelando pelo bem da população. [...] Os vereadores estão empolgados, desejando que estas obras sejam retomadas e concluídas. Nós queremos o desenvolvimento e vibramos quando algo de bom acontece em Manhuaçu. E, quando temos que dar nossa contrapartida, não hesitamos. Nos agimos! Somos uma Câmara de ação, de atuação”, afirmou Maurício Júnior.
 
Ass. de Comunicação













}