Nova calçada do Centro de Manhuaçu recebe elogios



 

Tamanho da fonte    




As vias centrais de Manhuaçu hoje contam com calçadas completamente reformuladas. Os passeios foram readequados por meio de verba estadual específica para esta finalidade, recurso disponibilizado há anos pelo Governo de Minas, porém nunca aproveitado e que estava prestes a ser devolvido. As calçadas hoje contam com piso anti derrapante, que foram colocados no lugar das antigas pedras portuguesas. Além disso, todas as adequações necessárias ao acesso de deficientes físicos foram executadas. Rampas e faixas táteis foram instaladas ao longo do trecho reformado.

“Nós fizemos todo planejamento, executamos o projeto em tempo recorde, utilizando materiais que não fossem ultrapassados e que garantissem durabilidade e segurança” – relatou Djalma Neiva, construtor responsável pela execução da obra. “Tínhamos a pedra portuguesa que, apesar de histórica e bonita, está em desuso. Portugal inclusive, que exportou para o mundo inteiro a pedra, está substituindo porque ela é insegura. Colocamos um ladrilho hidráulico, que é mais resistente e tem uma vida útil maior. Colocamos também o piso tátil para o deficiente visual se locomover e colocamos as rampas” – explicou Neiva.

A reportagem foi às ruas saber quais foram as impressões de comerciantes e populares sobre o novo passeio. “O centro comercial de uma cidade polo recebe muitas pessoas que vêm em busca de tantas coisas, por isso precisa de um acesso melhor” – defendeu o comerciante Edivan Fernandes. Segundo ele, as reformas deram um novo aspecto à região central de Manhuaçu. “Eu trabalho há vários anos aqui na Praça e com essa reforma posso dizer que melhorou muito, inclusive na questão da aparência da cidade. Eu vejo como um ganho muito grande para nossa região comercial porque traz uma valorização, a cidade está mais bonita” – enaltece. “Toda obra traz um transtorno momentâneo para as pessoas, mas esse foi superado com a beleza que ficou. E não só eu achei, mas ouvi de amigos que também comentaram, foi muito eficiente” – avalia o empresário Valdetário Gomes. “Para nós comerciantes isso é excelente porque valoriza o ambiente” – concluiu.

ACESSIBILIDADE

“Na realidade os portadores de deficiência, eles e seus familiares têm falado muito sobre a acessibilidade que hoje está existindo em Manhuaçu. O pessoal tem parabenizado o prefeito pelo trabalho feito nas calçadas. E não só o cadeirante como também o portador de deficiência visual, são pessoas que realmente utilizam da acessibilidade. E os idosos também” – enalteceu o fundador e presidente de honra da Associação Regional de Portadores de Deficiência, Geraldo Adão da Silva. Para ele, Manhuaçu, principalmente por ser cidade polo, deve estar preparada para receber os portadores de deficiência. “Eu tenho um irmão deficiente, que é de Matipó, mas precisa vir sempre a Manhuaçu porque o INSS daqui é utilizado para fazer perícia e outras coisas, e para ele melhorou muito. Essas reformas foram fundamentais, a gente vê que Manhuaçu está avançando na acessibilidade” – conclui Silva.

(foto: Secretaria de Comunicação Social)

O manhuaçuense e deficiente visual, Antônio Marcos da Silva, se diz satisfeito com as intervenções, porém chama a atenção para outro fato importante e que têm prejudicado deficientes que transitam pelas ruas do município. “Ficou mais fácil, melhorou bastante porque antes a gente não tinha essas faixas táteis. Fiquei feliz porque foi uma melhoria para a cidade. Nós agradecemos muito” – alegrou-se. “Só que nós precisamos da conscientização da população de Manhuaçu. Porque às vezes a gente está na faixa e encontramos lixo, encontramos pessoas, e as pessoas até percebem a gente, mas não saem da faixa, alguns até nos ignoram. O direito é nosso de andar sobre a faixa” – indignou-se.

Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu














}