OAB Manhuaçu empossa Diretoria, Conselho Subseccional e Comissões Temáticas



 

Tamanho da fonte    




Uma linda festa foi realizada no salão de eventos da AABB para empossar a nova Diretoria, o Conselho Subseccional e 13 Comissões da 54ª Subseção da OAB/MG, na noite desta quinta-feira (1). Considerada um marco na história da OAB Manhuaçu, por reunir mais de 500 convidados, entre advogados, familiares e autoridades de toda região, o presidente Alex Barbosa de Matos entregou carteiras aos novos advogados e estagiários inscritos nos quadros da Ordem. Momento marcante na solenidade foi a entrega de homenagens a 12 advogados, que prestaram relevantes serviços à advocacia da região.
Autoridades que compuseram a mesa de honra (foto: Assessora de Comunicação da OAB/Manhuaçu)
Compôs a mesa de honra o presidente da OAB/MG, Luis Cláudio da Silva Chaves; presidente da OAB Manhuaçu, Alex Barbosa de Matos; vice-presidente da OAB/MG, Eliseu Marques; tesoureiro adjunto da OAB/MG, Euler Soares; presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Minas Gerais, Sérgio Murilo Diniz Braga; conselheiros da OAB/MG, Fauze Gazel Junior, Adriano Cardoso e Joel Gomes; prefeito de Manhuaçu, Nailton Heringer; presidente da Câmara de Manhuaçu, Maurício Júnior; presidente da Subseção da OAB de Abre Campo, Jesus José de Miranda.
 
CARTEIRAS
 
A primeira parte da solenidade foi marcada pela entrega de carteiras aos novos advogados e estagiários que compõem o quadro da 54ª Subseção. Os documentos foram entregues pelo presidente da OAB/MG, Luis Cláudio Chaves, pelo presidente da OAB Manhuaçu, Alex Barbosa de Matos e pelo presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Minas, Sérgio Murilo. Após receberem as carteiras, os bacharéis em direito e acadêmicos firmaram compromisso junto a classe.
 
HOMENAGENS
 
Um dos momentos mais marcantes da cerimônia foi a entrega de homenagens a 12 advogados que prestaram relevantes serviços à advocacia da região. Continha nas placas os seguintes dizeres: “Nosso agradecimento por repartir seus conhecimentos intelectuais, lapidados através do constante aprimoramento no culto dos princípios éticos e no domínio da ciência jurídica. O seu comportamento marcante, independente, probo e altivo, torna-o merecedor da confiança de nossa classe e da sociedade como um todo. O nosso sincero reconhecimento pelos relevantes serviços prestados à Advocacia, ao Direito e à Justiça, que muito contribuem para honrar e engrandecer a nossa valorosa classe”.
Advogados homenageados (foto: Assessoria de Comunicação OAB/Manhuaçu)
Receberam as homenagens os advogados Ângela Maria de Lima, Joventino Ribeiro da Silva, Agildo Ribeiro Campos, Miracy Ferreira Hott, Luiz Carlos Calheiros de Araújo, Núbio Argentino Batista, José de Oliveira Gomes, Sebastião Onofre Carvalho, Aloizio Afonso de Oliveira, Balbino José da Silva, Célio Silva Camargo e Divino Rodrigues de Carvalho.
 
SITE
 
Durante a solenidade, a OAB Manhuaçu apresentou a sua nova ferramenta de comunicação. Além da página no Facebook, que funciona desde o início do ano, a Ordem passa a contar com o site (www.oabmanhuacu.org.br). 
 
De acordo com Alex Barbosa, “o site é um veículo de comunicação de fundamental importância, não só à classe, mas também a toda sociedade. Ele servirá para divulgar as ações desenvolvidas pela diretoria da OAB e aproximar e estreitar, ainda mais, a relação entre a atual gestão e os profissionais e estagiários inscritos”.
 
DISCURSO EMOCIONADO
 
Em discurso, o presidente da OAB Manhuaçu lembrou que o trabalho empreendido pelos advogados e advogadas, em prol da advocacia e da cidadania, nas hostes da OAB, é feito – e deve ser feito - sob os princípios do mais desprendido voluntariado. “Este será o norte, que inspirará a atuação da diretoria, conselho e membros das comissões temáticas desta gestão. Como sabemos, a OAB tem duas importantes funções sociais: - a disciplina e defesa da atuação dos advogados; - a defesa da Constituição, da ordem jurídica, dos direitos humanos e da justiça social”, completou.
 
Ao falar do cargo que exercer a frente da classe, Alex falou em honra e trabalho. “Estaremos atentos para que os direitos e garantias de exercício da profissão sejam respeitados, lembrando, a quem precisar, que o advogado é indispensável à administração da justiça, conceito que, para garantia da cidadania, ganhou foros de disposição constitucional. Denunciaremos qualquer violação a direitos humanos, buscando para que esta expressão - direitos humanos - deixe de ser apenas um conceito abstrato em nossa sociedade”, pontuou.
 
Alex se emocionou ao lembrar-se da família e da trajetória como militante na advocacia da região. “sabemos que todos os que exercem o voluntariado, doando-se em prol do coletivo, não podem fazê-lo bem, se não contarem com o apoio de seus familiares. Assim é que, nesse momento, agradeço o amor eterno de minha mãe Custódia, de minha companheira e amiga de todas as horas, querida esposa Joyce, do meu filho amado Arthur. Com vocês tenho uma dívida impossível de saldar. Por isso, registro minha eterna gratidão. Aos meus tios, irmãos e demais familiares deixo a minha gratidão e, por meio de vocês, agradeço a todos os familiares dos empossandos desta noite, que também souberam de bom grado entender o significado da causa que abraçamos”
 
SEDE DA OAB MANHUAÇU
 
Ainda em discurso, o presidente da OAB Manhuaçu, Alex Barbosa, pediu apoio da Seccional para adquirir um imóvel para construção da sede própria da Subseção. “Embora estejamos entre as 20 maiores Subseções de Minas Gerais, ainda sofremos com a ausência de uma edificação que se equipare a um centro administrativo que atenda aos anseios dos advogados. Conto com o incondicional apoio dos senhores para que este tão sonhado projeto se torne realidade”, pediu Alex.
Presidente da OABMG, Luis Claudio Chaves, e o presidente da OAB Manhuaçu, Alex Barbosa de Matos (foto: Assessoria de Comunicação OAB/Manhuaçu)
O presidente da OAB/MG, Luis Cláudio Chaves, reiterou o compromisso de realizar o tão sonhado desejo dos advogados. Segundo ele, “estamos nos esforçando para viabilizar a construção da sede da OAB Manhuaçu. Claro que não podemos onerar ainda mais os advogados para que isso se torne realidade, mas vamos buscar soluções viáveis o mais breve possível, dentre elas, a destinação em favor da própria Ordem, de valores advindos de venda de imóvel de propriedade da OAB/MG”, garantiu.
 
Assessoria de Comunicação OAB/Manhuaçu













}