OAB Manhuaçu indica advogadas para compor junta de julgamento de infrações sanitárias



 

Tamanho da fonte    




Nesta terça-feira, 08/05, o presidente da 54ª Subseção da OAB/MG, Alex Barbosa de Matos, indicou as advogadas Patrícia Ribeiro Alves e Daiane Miranda Vieira como representantes da Subseção na Junta de Julgamento das Ações da Vigilância Sanitária de Manhuaçu.
 
Conforme prevê o Decreto Municipal nº. 110, de 20 de dezembro de 1995, o órgão colegiado é responsável pelo julgamento de recursos interpostos contra a lavratura de autos de infrações sanitárias e outras medidas coercitivas previstas na legislação vigente e impostas pela Secretaria Municipal de Saúde, através da Coordenadoria de Vigilância Sanitária de Manhuaçu, e terá como objetivo principal o bem-estar público, individual e coletivo, como forma de proteger a saúde dos munícipes.
 
Para a advogada Patrícia Ribeiro Alves “A OAB mostra, mais uma vez, que a entidade se preocupa com as ações que dizem respeito ao município de Manhuaçu. Nós já estamos participando das tomadas de decisões de outros projetos e desta vez trabalharemos como sensor da Coordenadoria de Vigilância Sanitária, órgão tão importante para a cidade. Vamos buscar melhorias na saúde pública, uma vez que nas fiscalizações pode haver conflitos. É dever da Ordem contribuir para a paz social e é dessa forma que estamos encarando mais este desafio”, comentou.
 
De acordo com a advogada Daiane Miranda Vieira, “Para nós, advogados, é muito importante compor a junta de julgamento das ações da Vigilância Sanitária de Manhuaçu. Desta forma, podemos contribuir para resguardar ainda mais os direitos da sociedade, principalmente, no que tange à proteção da saúde pública. Nosso dever é fiscalizar a correta aplicação da lei pela Vigilância Sanitária”, pontuou.
 
O presidente da OAB Manhuaçu, Alex Barbosa de Matos, destacou a importância da participação da entidade em órgãos colegiados voltados à proteção da saúde pública. “A participação da Ordem em conselhos, comissões e órgãos colegiados, integrados por entes governamentais e entidades da sociedade civil, reforça e valoriza o papel constitucional dos advogados junto à sociedade”, pontuou.
 
Ele ressaltou, por fim, que “tem plena convicção de que as ilustres advogadas Patrícia Ribeiro Alves e Daiane Miranda Vieira, como representantes da 54ª Subseção da OAB/MG, contribuirão de forma valiosa para os trabalhos desenvolvidos pelo órgão colegiado criado em defesa da saúde e para isso elas poderão contar com todo suporte técnico que a Ordem dispõe”, concluiu.
 
Assessoria de Comunicação / OAB Manhuaçu













}