OAB Manhuaçu realiza ações de prevenção ao câncer de mama e uterino



 

Tamanho da fonte    




Na última semana, a diretoria da 54ª Subseção da OAB/MG e a Comissão da Mulher Advogada da OAB Manhuaçu realizaram etapas da Campanha "Outubro Rosa 2017" em Manhuaçu, Ipanema, Lajinha e Mutum. Nos quatro municípios, as atividades contaram com o apoio das Prefeituras Municipais, através das respectivas Secretarias de Saúde.
 
Na oportunidade, foram realizadas solicitações de mamografia para mulheres entre 50 e 69 anos de idade. Também foram realizadas aferição de pressão arterial, teste de glicemia capilar, além de testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites B e C. 
 
O propósito da campanha foi orientar as advogadas, estagiárias, serventuárias e as mulheres em geral sobre os exames de prevenção de câncer de mama e colo uterino. 
 
De acordo com a Secretária de Saúde de Ipanema, Cristiane Lopes, “a iniciativa da OAB Manhuaçu contribui para sensibilizar as mulheres sobre a gravidade do câncer de mama e alertá-las para a realização do exame clínico das mamas e da mamografia. Sem dúvida, esses cuidados são os mais eficientes para a detecção precoce da doença”, esclareceu.
 
A presidente da comissão da Mulher Advogada da OAB Manhuaçu, Laura Braga Poubel, destacou que é importante que a Ordem compartilhe com a sociedade o enfrentamento ao combate ao câncer de mama. “A OAB Manhuaçu apoia a conscientização da doença, que se diagnosticada na fase inicial tem cura e melhor recuperação”, destacou.
 
O presidente da 54ª Subseção da OAB/MG, Alex Barbosa de Matos, agradeceu o apoio e a parceria estabelecida com o poder público, através das Secretárias Municipais de Saúde dos quatros municípios envolvidos, e ressaltou que “quando diagnosticado cedo, o câncer de mama pode ser tratado com reduzido trauma. Por isso, continuaremos a manter a sociedade alerta sobre a necessidade de ações preventivas para se evitar a incidência desta doença. A prevenção e a informação são ferramentas importantes para a saúde do paciente e homens e mulheres podem ajudar a disseminar essa ideia”, concluiu.
 
Assessoria de Comunicação / OAB Manhuaçu













}