Operação integrada busca prevenção e repressão a crimes



 

Tamanho da fonte    




Uma mega operação integrada com mais de 20 horas de duração, cerca de 400 Policiais Militares, Policiais Civis e Policiais Rodoviários Federais envolvidos, além de policiais de estados vizinhos, atuando fora e dentro das divisas de Minas Gerais terminou por volta das 4h desta sexta-feira, 20/10.
 
A Operação Presença nas Divisas foi coordenada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública de Minas Gerais (Sesp) e contou com o apoio de profissionais de segurança de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás, Espirito Santo e Bahia.
 
Foram 2.762 condutores e passageiros abordados, com veículos vistoriados, em rodovias estrategicamente escolhidas pelas áreas de inteligência. O “cinturão duplo”, como classificou o secretário de Segurança Sérgio Barboza Menezes, teve como objetivo, o combate ao tráfico de entorpecentes, a entrada de armas de fogo e de materiais explosivos no Estado.
 
A presença policial ostensiva e de forma integrada também é um dos principais resultados do trabalho, considerando que previne crimes e promove sensação de segurança para os cidadãos em trânsito no Estado. Cada cidade de divisa (veja mapa abaixo) atuou em horário diferenciado, também demarcado pelas áreas de inteligência.
 
Treze pessoas foram presas durante a operação em todo o Estado. Duas caminhonetes roubadas também foram recuperadas na ocorrência de maior destaque da ação.
 
Em Uberlândia, no Triângulo, a operação evitou a explosão de caixas eletrônicos em Minas. Dois veículos foram abandonados na noite de quinta-feira com diversos artefatos utilizados na prática de explosão de caixas eletrônicos – possivelmente, após a informação da fiscalização nas estradas.
 
Nos veículos foram encontrados três explosivos, um carregador de pistola 9 milímetros, seis cilindros de oxigênio e acetileno, dois coletes balísticos, sete latas de “miguelito” (utilizado para furar pneus em fugas), quatro alavancas e pés de cabra, 29 tubos para cilindros de gás, um metalon explosivo (bomba caseira revestida de ferro), além de diversas toucas ninja, placas de veículos adulteradas, uniformes militares falsificados e máscaras de gás.
 
Atuação
 
Foram montadas barreiras com atuação integrada da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal em rodovias que cortam as cidades de Juiz de Fora, Uberaba, Uberlândia, Frutal, Monte Alegre de Minas, Paracatu, Itaobim, Unaí, Simão Pereira, Itapeva, Manhuaçu e Leopoldina.
 
Em alguns pontos, houve também o apoio do canil de unidades prisionais, para auxiliar na busca por drogas dentro dos veículos, em uma parceria com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap).
 
Manhuacu.com/com informações da PRF/PM/PC













}