Pai carrega filho cadeirante ao Pico da Bandeira



 

Tamanho da fonte    




Daniel Gracie Pereira carregou o filho Isaac até o topo dos 2.890 metros do Pico da Bandeira, no último domingo, 16/07. Pessoas que viram se emocionaram com o exemplo de amor incondicional.
 
O ex atleta profissional se recuperou de cirurgias ao lado do enteado, que tem paralisia cerebral, hidrocefalia e epilepsia. Na rede social, o relato é da subida cansativa. Daniel carregou o garoto Isaac nas costas durante a subida. Era uma hora andando e quinze minutos de descanso, sob o sol escaldante, já que não há árvores no trecho até o pico.
 
Ele agradeceu “a todos que estavam subindo o Pico da Bandeira, naquelas trilhas desafiadoras, pessoas de várias partes do mundo, que me ajudaram com água, lanche, apoio moral, grito de incentivo, um frio e ao mesmo tempo um sol de rachar, mais uma vez Deus nos honrou!”. Foram 04 horas e 17 minutos da tronqueira até o cruzeiro no pico. “Estou muito cansado, mas com satisfação enorme de vê-lo feliz”, afirmou.
 
A vitória foi ainda maior e abençoada, pois havia o risco de alguma crise com Isaac e todos distantes do socorro.  Deus abençoou essa história mais uma vez.
 
Provavelmente foi o primeiro cadeirante a chegar ao Pico da Bandeira.
 
Manhuacu.com













}