Pastor Cubano visita Governo de Manhuaçu



 

Tamanho da fonte    




O pastor evangélico cubano Josué Ramos, de passagem pela região esta semana, visitou Manhuaçu nesta segunda-feira, 25/05. Recepcionado pelo Governo de Manhuaçu, Josué se encontrou com autoridades religiosas e políticas. O secretário de Governo, Uésiler Nacari representou o prefeito Nailton Heringer.
 
Sempre ao lado do tradutor, Francisco Carlos de Oliveira, o pastor Josué Ramos informou que o objetivo de sua viajem é ter um momento de confraternização com os irmãos. “Principalmente pela passagem do trigésimo sexto aniversário da Igreja Batista do Calvário, em que nós fomos convidados para pregar na programação, o que é uma grande benção” – lembrou o pastor. Além de Manhuaçu, estão sendo visitadas as cidades de São Paulo, Ipanema, Itabira, João Monlevade, Iapú e Divino.
 
Abertura Cubana
 
A situação cubana, com a abertura que está acontecendo para o mundo com o atual governo foi assunto da conversa. “Agradecemos a Deus que tem tocado o coração dos governantes, principalmente o presidente Raul Castro, para que as igrejas tenham uma participação maior na vida da sociedade. É uma oração que por anos nos temos tido” - lembrou Josué.
 
O pastor Josué Ramos também destacou o bom relacionamento entre as igrejas cubana e brasileira. Segundo ele, a igreja brasileira está ajudando muito econômica e espiritualmente. “É o que tem movido a igreja, porque o material acaba e o espiritual permanece e estamos muito agradecidos a todas as igrejas que tem colaborado conosco de alguma forma”.
 
A abertura econômica em Cuba tem permitido maior liberdade religiosa no país. Segundo o pastor Josué Ramos, não existe mais a proibição para realização de culto interno e nem externo nas congregações. Destacou, no entanto, que ainda não existe a liberdade plena nas ruas para realização de marchas, campanhas e lances publicitários. 
 
Cuba possuiu somente na congregação Batista do Calvário, cerca de 200 casas de culto. “São casas habitadas por pessoas e que tem espaço reservado para o culto evangélico” – lembrou Josué. O governo agora está permitindo também a reforma de templos antigos, já estabelecidos, já que não se permitia construir novos templos.
 
Perguntado sobre sua passagem pela região, o pastor Josué Ramos comentou sobre o clima frio, as baixas temperaturas. “Cuba é muito quente, é um eterno verão, por isso senti muito esse clima diferente aqui em Manhuaçu” – finalizou. 
 
O Secretário de Governo, Uésiler Nacari, destacou a importância da visita. “Tivemos a oportunidade de receber um pastor que tem uma vivência que nós só ouvimos por relato. Então trazer essa realidade de Cuba, que viveu o comunismo e esse período de isolamento com o embargo econômico também nos enriquece muito” – completou.
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu













}