Pistoleiros são julgados e condenados em Mutum



 

Tamanho da fonte    




A Polícia Militar de Minas trabalhou para dar suporte de segurança pública à Justiça de Mutum, onde foi realizado na sexta-feira, 24/11, o julgamento dos pistoleiros responsáveis pela morte do médico cardiologista Fernando da Cruz, 57 anos, e o filho dele Fernando Henrique Ribeiro Cruz, 22 anos, ocorrido naquele município, em 2016. Os dois foram condenados.
 
Veja as penas:
 
Marcos Menezes da Cruz – Condenado – Pena: 38 Anos e 8 Meses de Reclusão
 
Dionathan da Cruz Silva – Condenado – Pena: 42 Anos e 06 Meses de Reclusão
 
Arley da Cruz Menezes – Absolvido
 
Edilson da Cruz Dias – Absolvido
 
O crime aconteceu em 07 de maio de 2016. À época, a namorada do filho do médico, Isabela Souza Monteiro Rodrigues, de 22 anos também foi baleada. Ela foi socorrida é levada para o pronto socorro de Mutum, de onde foi transferida para o Hospital César Leite, em Manhuaçu.
 
Relato de testemunhas dá conta que o médico Fernando da Cruz correu em direção as pastagens no fundo da residência tentando fugir, porém foi alcançado a aproximadamente 250 metros da casa onde estava. Foi executado por vários disparos de arma de fogo na região da cabeça, vindo a falecer no local.
 
O filho do médico, Fernando Henrique Ribeiro Cruz, também foi morto. Ele estava no carro com a namorada, que foi baleada e sobreviveu.
 
Luiz Nascimento/Manhuacunews













}