PM identifica grupos de Whatsapp que denunciava blitz e operações



 

Tamanho da fonte    




A Polícia Militar identificou nesta terça-feira, 06/06, pelo menos dois grupos de Whatsapp em que os participantes comunicavam uns aos outros onde estariam ocorrendo Blitz e Operações da PM. Um dos grupos denominado “Só Blitz”, foi descoberto após a realização da abordagem de um motociclista que fugiu após avistar uma viatura que realizava a Operação Cavalo de Aço.
 
Durante a abordagem, os policiais constaram que o condutor era inabilitado além de ser menor. Ao realizar busca pessoal, a PM encontrou um celular no bolso do adolescente. Ao verificar o aparelho para saber a procedência, os policiais identificaram o grupo “Só Blitz”, e ainda um outro  chamado “Manhuaçu Cidade de todos”.
 
Nestes grupos foram visualizadas mensagens em que participantes indicavam pontos estratégicos de blitz e operações como a que era realizada no momento. O próprio autor alertava outros participantes do grupo sobre a Operação policial.
 
O menor foi apreendido por atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública por divulgar a Blitz policial com o objetivo de permitir que as pessoas escapassem dela.
 
A motocicleta foi apreendida e removida para o pátio credenciado do Detran em Manhuaçu, e o celular entregue na Delegacia de Polícia Civil.
 
O adolescente apreendido foi acompanhado pelos responsáveis durante a apreensão.
 
O conteúdo exposto no grupo está sobre investigação.
 
Tribuna do Leste
 
Envie notícias, fotos e vídeos para o nosso WhatsApp (33) 99906-5656













}