Prefeito de Manhuaçu alerta sobre a escassez de água em Manhuaçu



 

Tamanho da fonte    




Nesta quarta-feira, 28/01, o Prefeito de Manhuaçu, Nailton Heringer, em companhia de secretários e diretores do SAAE e SAMAL, visitou o Córrego do Manhuaçuzinho e presenciou a escassez de água do manancial. Os gestores se mostraram preocupados quanto a situação do Córrego, que opera com a sua capacidade no limite, devido a falta de chuvas na região, além do abuso de água por parte de alguns moradores de Manhuaçu. Os gestores falaram a respeito da situação do Córrego, além de reforçar a conscientização de cada cidadão na conduta correta com o uso da água. 
 
O Prefeito Nailton Heringer destacou que o volume de água na captação do Córrego significa um momento dramático para a população. “Não imaginamos que neste período de chuva, vivenciaríamos uma situação desse tipo. Não temos outra alternativa que não seja a conscientização sobre a economia de água, que cada consumidor se preocupe veementemente em aproveitar a água de forma correta. É inadmissível lavar calçada ou veículo com água tratada. É um momento muito sério e nós temos que tomar uma atitude contra o aproveitamento de maneira errada. Peço a cada morador que economize no consumo, caso contrário irá faltar água nos próximos dias” – frisou.
 
De acordo com o diretor do SAAE - Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Manhuaçu - José de Aguiar, o mês de janeiro, considerado uma época tradicional de chuva, apresenta uma situação inversa. Está condição, somada à falta de comprometimento da comunidade em não economizar, reflete na baixa capacidade apresentada pelo reservatório. “A comunidade tem que colaborar para evitarmos um racionamento na distribuição de água, ter a consciência que é preciso preservar para não faltar. Pessoas que desperdiçam água, seja lavando carro, calçada, necessitam ter a mentalidade de economizar, pois os recursos hídricos estão cada vez mais escassos” – disse. 
 
O secretário de Agricultura, Sandro Tavares, salientou que sua pasta está aberta à conscientização dos produtores rurais, quanto a manutenção da água em suas propriedades. Sandro Tavares ressaltou que a Secretaria Municipal de Agricultura tem trabalhado, nos últimos dois anos, com o serviço de caixas secas, que retém água nas estradas e a levam de volta para o lençol freático.
(foto: Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu)
 
Segundo a secretária de Educação, Gelvania Câmara Marques, a Secretaria Municipal de Educação irá realizar um trabalho, juntamente com escolas e creches do município, no que tange a conscientização de crianças e adolescentes quanto ao consumo de água. “Será um trabalho realizado durante todo o ano, por meio de campanhas, panfletagem nas reuniões de pais, passeatas. Entendemos que o problema da água se resume ao futuro. Tudo que a criança aprende na escola, é levado para casa, isto a torna uma multiplicadora de informações, e queremos que essas ações sejam repassadas à família e a sociedade, e assim essas possam alterar o pensamento das pessoas acerca do consumo de água”.
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu













}