Prefeitos buscam o término da construção da UTI Neonatal no Hospital César Leite



 

Tamanho da fonte    




A Prefeita Cici Magalhães e a Secretária de Saúde de Manhuaçu, Dra. Karina Gama dos Santos Sales, conduziram importante reunião, que envolveu demais prefeitos e secretários de Saúde da região, além de representantes da Diretoria do Hospital César Leite, na última quarta-feira, 12/04. No encontro realizado no salão da Secretaria M. de Cultura, no centro da cidade, também foram debatidas questões relacionadas à eleição do COSEMS (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde), em âmbitos regional e estadual.
 
A UTI Neonatal (Unidade de Tratamento Intensivo) é um espaço reservado para tratamento derecém-nascidos em risco iminente de morte como:prematuros e de bebês que apresentam algum tipo de problema ao nascer. Nem sempre os bebês internados nas UTI’s neonatais estão doentes, mas sim carentes de maturidade orgânica. As vezes eles estão apenas crescendo e se tornando aptos à vida, sugar e deglutir é um reflexo fino, ainda desenvolvido. Este fato necessita de um amadurecimento que só acontece por volta dias ou semanas mais tarde em relação à idade gestacional. Infelizmente, os bebês são vulneráveis, mas ao receber alta ele já é capaz de realizar todas estas funções. O tratamento intensivo é, na maioria das vezes, indicado para bebês prematuros – nascidos antes de 34semanas – ou de baixo peso – com menos de 2000g. 
 
Entretanto, qualquer recém-nascido pode precisar da UTI Neonatal, dependendo da evolução do parto; assim grande parte dos casosacaba sendo de bebês com dificuldade respiratória. Defeitos congênitos como problemas cardíacos são mais raros, mas acontecem. Casos de prematuros limítrofes são atendidos com o Projeto ‘Canguru’, no hospital.
 
Com a implantação da UTI Neonatal no Hospital César Leite, a ideia é reduzir o deslocamento dos recém-nascidos aos grandes centros ou cidades distantes, assegurando maiores chances de sobrevivência para os bebês que se encontram em quadro clínico mais grave. 
 
Para o término das obras de construção da UTI Neonatal no Hospital César Leite, e sua devida manutenção, será necessária a colaboração mensal das prefeituras da região. Os prefeitos presentes consideraram a iniciativa válida, em razão da comodidade que será oferecida aos pacientes e a compensação de gastos, por meio da redução de desembolso com as ambulâncias UTI Móveis e o redirecionamento destes recursos para a estrutura do HCL.
 
Em Manhuaçu, a UTI Neonatal deverá disponibilizar dez leitos, com umaequipe de neonatologistas. 
Além disto, o hospital possui ainda a ‘Casa da Gestante’, que é um apoio à gestante antes e após o parto, dependendo de suas necessidades clínicas.
 
Entre os presentes ao encontro, Prefeitos José Gomes (Alto Caparaó), Rosa Luzia Mendes Assis (Santana do Manhuaçu), José Carlos Lopes (Reduto), Fernando Almeida de Andrade (Martins Soares), João Rosendo Ambrósio de Medeiros (Lajinha), Vices-prefeitos Sebastião Benfica (Durandé) e Alexandre Buzim de Oliveira (Alex Dorote – Alto Jequitibá); Secretários de Saúde de Matipó, Caputira, Ipanema, Taparuba, Santana do Manhuaçu, Reduto, Lajinha, Durandé, Simonésia, Alto Jequitibá, Lajinha e Conceição de Ipanema; representando o Hospital César Leite, o Provedor Sebastião Onofre de Carvalho, Diretora Administrativa Ana Lígia de Assis e o Diretor Técnico Dr. Luis Carlos Lemos Prata, além da Diretora da Fundação Hemominas/ Manhuaçu, Gisele Rodrigues Malta.
 
Ainda sobre o hospital, o Diretor Técnico do HCL, Dr. Luis Carlos Lemos Prata, alertou sobre a questão da AIH (Autorização de Internação Hospitalar), que está desatualizada, com índice de 2012. Dr. Luis reiterou a importância da colaboração e da participação dos municípios vizinhos para a manutenção do hospital. Neste contexto, ele propôs que cada município nomeasse um representante para acompanhar todo o processo de compras do hospital. 
 
Cosems
 
Outro assunto em pauta foi a eleição do Cosems (Conselho dos Secretários Municipais de Saúde) marcado para o próximo dia 15 de Maio, em Carangola. O prazo para registro das chapas encerra-se esta semana, na quinta-feira, 20. Na oportunidade, os presentes acolheram o nome da Secretária M. de Saúde de Manhuaçu, Dra. Karina Gama dos Santos Sales, para encabeçar a chapa, concorrendo à presidência do Cosems regional. No encerramento da reunião, as autoridades presentes parabenizaram Dra. Karina Gama, pela passagem do seu aniversário naquela mesma data.
 
Secretaria de Comunicação Social – Prefeitura de Manhuaçu
 
Envie notícias, fotos e vídeos para o nosso WhatsApp (33) 99906-5656













}