Prefeitura aumenta repasse para comunidade terapêutica



 

Tamanho da fonte    




O Prefeito de Manhuaçu, Nailton Heringer, reuniu-se com representantes da Comunidade Terapêutica Santa Mãe da Divina Providência para assinar a renovação do convênio de cooperação entre o Governo municipal e a entidade. O encontro aconteceu nesta sexta-feira, 06/03, no gabinete do Paço Municipal.
 
As ações desenvolvidas pela Comunidade Terapêutica são importantes para as medidas de políticas públicas desenvolvidas na cidade. A instituição tem por objetivo a recuperação e ressocialização de dependentes químicos na sociedade, por meio de atividades voltadas ao desenvolvimento social, como a prática de trabalhos manuais e a implantação de oficinas profissionalizantes.
 
A Prefeitura de Manhuaçu apoia a iniciativa da entidade e reforça o compromisso em ajudar no tratamento e apoio aos dependentes químicos e seus familiares.
 
Mais Recursos
 
Para o diretor da Comunidade Terapêutica, Júlio Vilaça, o acordo firmado entre as partes reforça o compromisso em ampliar as atividades de conscientização e combate aos entorpecentes. “Reunimos com o Prefeito há algum tempo, visando continuar a manutenção do convênio entre a Comunidade Terapêutica e a Prefeitura de Manhuaçu. O Prefeito de Manhuaçu, Nailton Heringer, sempre foi solicito com as ações desenvolvidas por nós, pois reconhece que as medidas de políticas públicas também são inerentes ao poder público. Estamos renovando o convênio para este ano e recebendo um aumento em relação ao antigo repasse para manter o bom funcionamento da Comunidade Terapêutica”.
 
Júlio Vilaça reitera que o trabalho desenvolvido pela instituição é totalmente gratuito e a renovação do contrato possibilita dar prosseguimento as ações de enfrentamento aos entorpecentes. “A renovação permite continuar com nosso trabalho. Se não tivéssemos este convênio com a Prefeitura, seria um pouco difícil continuarmos com nossas atividades. Desenvolvemos outras ações, mas o acordo com a Prefeitura fornece uma tranquilidade para continuarmos a ajudar os dependentes químicos”. 
 
Nailton Heringer destacou a importância da Comunidade Terapêutica no resgate da cidadania e a reinserção social de pessoas envolvidas com entorpecentes. “É um convênio especial, porque a instituição possui uma estrutura bem feita e trabalha sob a responsabilidade de restaurar as pessoas que estão em necessidade de sair do meio das drogas. Estamos felizes por reafirmar e renovar esse acordo, que será melhorado com o acréscimo da verba que fornecemos dentro das nossas condições. Estamos tranquilos porque temos consciência que este recurso chegará ao seu destino de fato, pois temos conhecimento da equipe de alto nível que está à frente desta iniciativa”.
 
Resgatando Vidas
 
Segundo o Prefeito de Manhuaçu, a intervenção benéfica dos gestores da instituição junto aos dependentes químicos acarreta em melhorias no âmbito familiar. “A intenção da comunidade é atingir os lares familiares com o objetivo de modificar a condição de vida dos dependentes, para que se recuperem plenamente. A Prefeitura de Manhuaçu também compartilha deste ideal. Existe uma busca, por parte de todos nós, em rever e ajudar o núcleo familiar, que se desestrutura com a intervenção maléfica das drogas. Portanto, buscamos fortalecer os vínculos familiares e restaurar a alegria e o sentido de viver de indivíduos acometidos pelas dificuldades proporcionadas pelos entorpecentes” –comentou o Prefeito.
 
O pároco da Paróquia do Bom Pastor e presidente da Comunidade Terapêutica Santa Mãe da Divina Providência, Padre Francisco das Chagas, agradeceu o Governo municipal por esta parceria. “A comunidade é mantida por doações da população e de pessoas ligadas a Paróquia Bom Pastor, esta parceria demonstra o interesse da Prefeitura em combater as drogas e recuperar as pessoas que são vítimas deste mal”. 
 
Padre Chagas falou sobre o acréscimo que o convênio recebeu em relação ao ano de 2014. “Foi um pedido nosso e a Prefeitura atendeu, isto nos possibilita acolher mais pessoas dentro das nossas estruturas, da nossa casa” – frisou.
 
O presidente da Comunidade Terapêutica fez um balanço do tratamento oferecido aos dependentes químicos. “A comunidade recebeu muitas pessoas, infelizmente algumas delas não completaram o tratamento de nove meses. Em contrapartida outras pessoas se recuperaram. Hoje, sete pessoas fizeram toda a caminhada, realizaram o processo terapêutico e se recuperaram, retornando ao convívio social e as suas famílias. Isto nos deixa profundamente alegres”.
 
Funcionamento da Comunidade Terapêutica
(foto: Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu)
 
A entidade possui um cronograma criterioso. Para entrar na Comunidade, o usuário, encaminhado pela Secretaria Municipal de Saúde de Manhuaçu, faz um processo de triagem, que consiste em entrevista com o diretor e o com um psicólogo. Após ingressar na Comunidade, o dependente passa pela fase de desintoxicação, realizando trabalhos internos, culturais, participando de oficinas profissionalizantes e recebendo orientação religiosa. “Somos uma Comunidade católica e acolhemos pessoas de todas as crenças, não existe essa discriminação de nossa parte. Trabalhamos o aspecto da formação religiosa, porque acreditamos que o homem só consegue reerguer-se a partir da sua fé em Deus” – destacou Padre Chagas.
(foto: Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu)
 
Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu