Prefeitura de Manhuaçu renova convênio com Comunidade Terapêutica



 

Tamanho da fonte    




A Prefeitura de Manhuaçu renovou o convênio com a Comunidade Terapêutica Santa Mãe da Providência, instituição filantrópica que atua no tratamento a dependentes químicos no município. Com isto, no decorrer deste ano será destinado um valor total de R$ 160 mil para a entidade, divididos em repasses feitos mensalmente. 
 
Os documentos foram assinados na tarde desta terça-feira, 09, em reunião que envolveu a participação da Secretária M. de Trabalho e Desenvolvimento Social, Giuzaina Gregório, que representou a Prefeita Cici Magalhães; Presidente da Comunidade Terapêutica, Padre José Raimundo da Costa (Padre Mundinho); Diretor da Comunidade e Presidente do CMAS (Conselho Municipal de Assistência Social), Júlio Ribeiro Vilaça, e Vereadora Berenice Ferreira.
Padre José Raimundo da Costa, Presidente da Comunidade Terapêutica, destaca que ‘este convênio com Prefeitura é importantíssimo. Pois, não cobramos qualquer valor dos recuperandos. Então, este é um braço social da Prefeitura. É um investimento na área social, que a Administração Municipal faz. Essa parceria e sensibilidade da prefeitura são de fundamental importância para a manutenção e existência da casa. [...] Nós buscamos o resgate da dignidade da pessoa. A pessoa que está dominada por um vício, como a dependência química, vai perdendo valores humanos, sociais e familiares. A instituição se propõe a resgatá-la, com a esperança de que ela volte ao convívio social e familiar’.  
 
Inaugurada em 2014, a Comunidade Terapêutica Santa Mãe da Providência está situada no Córrego Coqueiro Rural, distante cerca de 10 km da cidade – isolamento considerado necessário para os trabalhos de recuperação. 
 
O trabalho da instituição consiste na recuperação e ressocialização de dependentes químicos, com atividades diversas como a prática de trabalhos manuais e a implantação de oficinas profissionalizantes.
 
A Administração Municipal apoia a iniciativa da entidade e reforça o compromisso de ajudar no tratamento dos dependentes químicos e seus familiares.
O tratamento realizado pela entidade se baseia em três pilares: terapias ocupacionais, disciplina e espiritualidade. A recuperação é acompanhada diariamente por equipe multidisciplinar. O processo de recuperação do paciente normalmente ocorre em um período compreendido entre sete a nove meses.
 
Secretaria de Comunicação Social – Prefeitura de Manhuaçu













}