Presidente da Câmara e vereadores voltam a criticar atitudes do prefeito de Manhuaçu



 

Tamanho da fonte    




Durante entrevista ao Programa Gospel Night, na Rádio Pescadores FM, comandado pelo locutor Ronaldo Martinho, na noite desta terça-feira, 11, o Presidente da Câmara, Maurício Júnior e os vereadores Paulo Altino e Eli de Abreu voltaram a criticar as atitudes do Prefeito de Manhuaçu, Nailton Heringer. Eles falaram sobre o projeto que visa a regulamentação dos táxis que foi vetado pelo prefeito, comentaram sobre o relatório que aponta irregularidades na administração e pediram mais ação do prefeito nos problemas da cidade.

Regulamentação dos táxis

A entrevista começou com um assunto que está na pauta da Câmara: O projeto de lei nº 018/2013 que altera a lei nº 2.619/2006 que estabelece normas para exploração do serviço de automóveis de aluguel (táxi) em Manhuaçu para acrescentar na mesma dispositivos que visam a melhor regulamentação do serviço. O projeto foi aprovado por unanimidade e o veto do prefeito perdeu por 9 a 6.

Um dos vereadores que está à frente do projeto é Eli de Abreu que criticou a postura do prefeito em publicar uma nota num jornal escrito da cidade falando sobre o comportamento dos vereadores ao votarem a lei. “Não estou trabalhando para o prefeito e sim para a população. Estou preocupado com o meu povo e trabalho junto com a comunidade e com todos que querem o bem para Manhuaçu”, comentou o vereador.

O vereador Eli de Abreu ainda acrescentou: “Eu que não estou entendendo nada. Só pode ser perseguição política comigo. Eu estive no ponto de táxi, convidei a todos para irem à Câmara e decidiram junto comigo este projeto. Os taxistas estavam presentes quando tudo aconteceu, só que eles não podem ficar por conta disto porque eles têm serviço. Tem táxi clandestino ai, então por que o prefeito não olha isto. Será que a implicância é comigo?”, questionou.

O Presidente da Câmara, Maurício Júnior, também disse estar surpreso com a publicação no jornal.  “Fiquei até surpreso com o comunicado. Na verdade, os taxistas são concessionários públicos e isto deve ser regulamentado e a Câmara não é ditadora, mas pelo contrário, nós temos demonstrado o alto espírito democrático. É uma grande mentira que estão falando no jornal e os vereadores estão atuantes em todo município e todos os taxistas estão de bem com os vereadores. Não fazemos nada sem ouvir a população. A Câmara está aberta ao diálogo. Mais uma vez terei de fiscalizar e cobrar”, relatou Maurício.

Vereadores pediram mais atitude do prefeito em resolver os problemas do município (foto: Geilson Dangelo)

O vereador Paulo Altino também comentou sobre a postura do prefeito em divulgar a nota no jornal. “Se o prefeito quisesse uma melhoria, pegava o projeto e complementava. A segurança que o Eli propôs foi para o profissional e quem está pegando o táxi. Este prefeito é incompetente. É muito bom para falar, mas precisa é de trabalhar. Num vem justificar para a população uma coisa que não tem nada a ver”, desabafou Paulo Altino.

O projeto sobre a regulamentação dos táxis volta à Câmara para discussão e deve ser sancionado em até 5 dias.

Relatório com irregularidades na administração

Outro ponto bastante comentado na entrevista foi quanto ao relatório apresentado na última reunião ordinária que aponta irregularidades na administração municipal.

 “Achamos várias irregularidades e elaboramos o documento que foi apresentado”, disse o membro da comissão especial, Paulo Altino. A comissão ainda é formada pelo Presidente Juninho Linhares e pelo Relator Fernando Lacerda.

Ao final da entrevista, os vereadores ainda pediram maior empenho do Prefeito Nailton Heringer a fim de resolver vários problemas que afligem os moradores como a instalação de iluminação na BR-262, no trecho próximo ao cemitério.

Geilson Dangelo